Xhaka

Xhaka comemora gol marcado contra a Sérvia fazendo alusão à bandeira da Albânia (Foto: Fifa/Reprodução)

LANCE!
25/06/2018
16:51
Moscou (RUS)

A Fifa resolveu não suspender, mas multou dois dos principais jogadores da Suíça: Xhaka e Shaqiri em cerca de R$ 38 mil. Já o lateral Lichtsteiner terá de pagar R$ 19 mil. Os três foram punidos por gestos políticos. Os dois primeiros marcaram os gols da vitória dos suíços diante da Sérvia e, na comemoração, seguidos pelo ala, fizeram com as mãos um gesto representando um pássaro, o que representava a águia negra da bandeira da Albânia. 

Os pais de Xhaka e o próprio Shaqiri nasceram no Kosovo, região de população majoritariamente albanesa, que declarou independência da Sérvia de maneira unilateral. Para os sérvios, Kosovo ainda faz parte do país. Com a multa, os três atletas estão liberados para atuar contra a Costa Rica, nesta quarta-feira. Caso a Sérvia perca para o Brasil, os suíços se classificaram mesmo com derrota.

A punição não ficou restrita aos suíços. Pelo comportamento de sua torcida na partida, a Federação da Sérvia também acabou multada em cerca de R$ 206 mil, por uso de cartazes e mensagens discriminatórias. Já o presidente da federação, Slavisa Kokeza e o técnico Mladen Krstajic foram multados em R$ 19 mil cada. O treinador chegou a dizer que a arbitragem do jogo merecia ir para o Tribunal de Haia, que julgou sérvios envolvidos na guerra com a Bósnia. 

Shaqiri
Xhakiri também marcou contra a Sérvia (Foto: AFP/Divulgação)

Confira na íntegra a nota oficial da Fifa: 

Os jogadores suíços Granit Xhaka, Xherdan Shaqiri e Stephan Lichtsteiner foram punidos com multas de 10 mil francos suíços, 10 mil francos suíços e 5 mil francos suícos, respectivamente e advertências por terem infringido o artigo 57 do Código Disciplinar da Fifa e apoiado comportamento contrário aos princípios do fair play durante as comemorações dos gols no jogo entre Suíça e Sérvia.

A Federação de Futebol da Sérvia foi punida por violar o artigo 67 (partes 2 e 3) do Código Disciplinar da Fifa com uma multa de 54 mil francos suíços e advertência por cartazes e mensagens discriminatórias dos torcedores da Sérvia assim como por atirar objetos durante o jogo entre Suíça e Sérvia.

Em relação ao mesmo jogo, o presidente da Federação de Futebol da Sérvia, Sr. Slavisa Kokeza, assim como o técnico da seleção nacional Sr. Mladen Krstajic foram considerados culpados por infringir o artigo 57 do Código Disciplinar da Fifa pelas declarações dadas após a mesma partida e, por isso, foram punidos com multas de 5 mil francos suíços cada.