Mário Boechat
23/06/2018
06:30
Rio de Janeiro (RJ)

O ano de 2017 foi de mudança radical para Richarlison. De destaque no Fluminense, o atacante mudou-se para a Inglaterra para atuar pelo Watford. Não demorou muito para cair nas graças da torcida e do técnico Marco Silva, que apostou no brasileiro como titular.

Na Premier League, atuou contra alguns dos grandes nomes do futebol mundial e ganhou experiência. Na segunda metade da temporada não teve o mesmo destaque, mas Richarlison seguiu como um dos principais do time, já sem Marco Silva, demitido em janeiro.

Após um ano, Richarlison já conhece melhor o futebol inglês e enfrentou na Premier League os 23 convocados pelo técnico Gareth Southgate para a Copa do Mundo. Para o brasileiro, é uma geração que vem para brigar, mas que ainda requer um pouco de experiência.

- Acho que é um time muito forte e que vai amadurecer muito disputando um mundial. A Inglaterra tem feito boas participações nas competições de base e montou uma equipe muito forte, basicamente formada por jogadores que já se conhecem e estão acostumados a se enfrentar, por estarem todos na mesma liga. Não sei se é uma das favoritas a ganhar a Copa, mas certamente dará trabalho aos adversários - explicou o camisa 11 do Watford, citando os principais candidatos ao título mundial:

- Acho que o Brasil vem muito forte, assim como a França, Espanha e Alemanha, mesmo tendo perdido o primeiro jogo, mas tem uma equipe experiente e acostumada a jogar a competição. Como times de potencial e que podem surpreender, coloco a Bélgica, Portugal e a Inglaterra.

Tunísia x Inglaterra
Kane já fez dois para a Inglaterra na Copa do Mundo (Foto: Divulgação)

O que pode pesar contra os britânicos na Rússia é a inexperiência. A Inglaterra possui a terceira menor média de idade. O capitão é Harry Kane, que disputa pela primeira vez a Copa do Mundo e tem apenas 24 anos.

- Acho que isso pode atrapalhar um pouco, mas não vai ser determinante. É um time de muita qualidade e que, por ser mais jovem, pode ter alguma vantagem no aspecto físico. Acho que a pouca idade não é uma coisa que será decisiva pra eles. Podem compensar também na parte técnica e na raça, que sempre foi uma característica do time inglês - opinou.

KANE É O NOME DA SELEÇÃO

Harry Kane foi escolhido o capitão por Gareth Southgate. O atacante tem personalidade e não foge dos desafios. E muito menos dos gols. Por isso, Richarlison, de apenas 21 anos, considera o camisa 9 da Inglaterra o grande nome da seleção.

- Acho que o Harry Kane é um grande jogador, assim como o Dele Alli e o Sterling. Além deles, o Stones, que considero um dos melhores defensores da Premier League atualmente - afirmou o brasileiro, que viu o seu Watford levar gols de Kane e Alli em jogo pela Premier League, no dia 30 de abril, que acabou 2 a 0 para os londrinos.

Tunísia x Inglaterra
Inglaterra pode surpreender, diz Richarlison (Foto: AFP)

Em um ano, Richarlison já pôde assimilar um pouco da cultura inglesa, principalmente no que se refere ao futebol. Os britânicos são muito intensos na hora de torcer, mas o brasileiro diz que eles estão um pouco reticentes com a seleção.

- Os ingleses sempre têm um pé atrás com a seleção, mas acho que estão mais esperançosos com o time desse ano. Não sei se acreditam em título, mas pelo menos em uma boa participação.