Cruzeirenses devem ser a maioria no estádio, pois não há, por enquanto, um acordo para ter o Mineirão dividido ao meio nas duas finais

O Gigante da Pampulha será uma das principais sedes da Copa América 2019- Viniicius Silva/Cruzeiro

Valinor Conteúdo
06/06/2019
21:03
Belo Horizonte

Como forma de capacitar os profissionais do estádio que terão contato com torcedores, jornalistas e delegações dos países de língua espanhola durante a Copa América, que começa na próxima semana, o Mineirão ofereceu aos seus funcionários um curso básico de espanhol, em parceria com a escola de idiomas Luziana Lanna.

Cerca de 70 funcionários do Mineirão e 10 profissionais do Comitê Organizador Local da Copa América (COL) que já estão atuando no estádio tiveram a oportunidade de aprender ou se aprimorar com expressões da língua espanhola utilizadas no cotidiano e no meio do futebol, que auxiliarão no contato com profissionais e torcedores durante as partidas da competição.

-A hospitalidade é uma característica marcante do mineiro. A possibilidade de se aprimorarem em um idioma para receber ainda melhor o público da Copa América empolgou os funcionários do Mineirão, que se interessaram pelo curso de forma imediata-afirma a gerente de Relações Institucionais do Mineirão, Ludmila Ximenes.

Durante todo o mês de maio foram formadas turmas com cerca de 10 alunos que tiveram duas aulas por semana, com uma hora de duração cada. O tempo foi suficiente para aumentar a confiança dos funcionários para se expressarem em uma língua diferente, como é o caso de Ricardo Carvalho, que trabalha do Mineirão há sete anos.

-Eu não possuía conhecimento nenhum do espanhol. Com o curso, tenho certeza que conseguirei me comunicar melhor com os torcedores e profissionais dos países que vierem jogar no estádio”, disse.

O conhecimento do idioma espanhol será importante também para o dia-a-dia do Mineirão. O Museu Brasileiro do Futebol (MBF), espaço cultural do Gigante da Pampulha, recebe, mensalmente, milhares de visitantes interessados em conhecer os bastidores do principal palco do futebol mineiro. Dentre esses visitantes, vários são de países que se comunicam na língua espanhola. A estagiária do MBF, Naiara Rezende, aproveitou bastante as aulas pensando no futuro e no atendimento durante as visitas.

-Recebemos vários visitantes que falam o espanhol, e as aulas facilitam a compreensão das informações que passamos sobre o estádio, tais estas como cultura, tradição e história- concluiu.

Aprendizado contínuo

Para incentivar a continuidade do aprendizado dos funcionários do Mineirão, a escola de línguas ofereceu aos interessados em se aprimorar ainda mais no espanhol um desconto nas mensalidades em algumas das unidades.

-O Luziana Lanna se sentiu muito honrado em ministrar as aulas de Espanhol para os funcionários do Mineirão e muito bem impressionado com a seriedade, profissionalismo e comprometimento de toda equipe em realizar um importante evento internacional como a Copa América- afirmou a diretora geral da escola, Christianne Casseb.

Palco internacional

Após sediar as copas das Confederações e do Mundo, partidas dos torneios de futebol feminino e masculino da Olimpíada Rio/2016 e ser palco de um Brasil x Argentina válido pelas Eliminatórias Sul-Americanas da Copa da Rússia, o Mineirão receberá cinco partidas da mais antiga competição entre seleções do planeta, incluindo uma semifinal. A Copa América começa no dia 14 de Junho e a primeira partida em Belo Horizonte será dia 16 de Junho, entre Uruguai e Equador.