Thiago Ferri
02/09/2018
21:00
São Paulo (SP)

O Palmeiras venceu pela primeira vez na história a Chapecoense na Arena Condá. Neste domingo, o Verdão conseguiu bater a equipe catarinense por 2 a 1 e encurtou de oito para seis pontos a distância para o São Paulo, líder do Brasileiro depois de 22 rodadas.

Até esse confronto eram seis partidas entre as equipes no estádio, com dois empates e quatro triunfos catarinenses. Hyoran e Borja foram os autores dos gols que quebraram este pequeno tabu palmeirense – Thyere descontou.

O Palmeiras, porém, caiu da quarta para a quinta posição ao fim da rodada 22, por conta do saldo que o Grêmio fez em goleada por 4 a 0 sobre o Botafogo, mas se aproximou do bloco da frente. A Chapecoense está em 18º lugar, dentro da zona de rebaixamento.

CONFIRA A CLASSIFICAÇÃO DO BRASILEIRÃO
> Clique aqui para ver


Um dia após o outro
Depois da expulsão aos três minutos contra o Cerro Porteño (PAR), Felipe Melo foi novamente titular contra a Chapecoense. Antes do jogo, Felipão contornou o caso e disse ter plena confiança no seu elenco, tanto que mudou seis jogadores em relação à dura partida de quinta-feira.

Felipe desta vez jogou ao lado de Thiago Santos, seu possível substituto na Libertadores. Com o camisa 5, o meio-campista teve mais liberdade para jogar na Arena Condá e foi figura importante na etapa inicial.

Primeiro, cabeceou na trave o escanteio de Hyoran. Depois, cruzou na cabeça do camisa 28, que também mandou na trave, mas venceu Jandrei: 1 a 0. Formado na Chape, o meia teve comemoração contida.

Leandro Pereira, ex-Verdão, teve a melhor chance do time catarinense, também pelo alto. Por conta da chuva em Chapecó, as duas áreas estavam com muita água empoçada, o que prejudicou o nível da partida.

Borjou!
O Palmeiras não demorou a ampliar o placar, no início do segundo tempo. Em uma jogada de força, Borja venceu três marcadores na entrada da área, as poças do gramado e deu um toque sutil quando Jandrei saiu da meta para fazer 2 a 0. Foi o 18º gol do centroavante em 29 partidas na temporada. O colombiano é o artilheiro do Verdão em 2018.

Quando a fase não é boa...
A torcida da Chape não foi em grande número ao estádio, mas os que lá estiveram jogaram sal grosso, rezaram... tudo para tentar ajudar a equipe a deixar a zona de rebaixamento. Com os 2 a 0, a equipe de Guto Ferreira deu um sopro esperança ao público em Chapecó, quando Thyere aproveitou a desatenção palmeirense e descontou, de cabeça.

O lance deu ânimo aos donos da casa, que passaram a incomodar mais. Veio até a chance do empate, mas quando a fase não é boa, Doffo teve a bola do empate, na única chance que a Chapecoense teve livre dentro da área, mas chutou para fora.

FICHA TÉCNICA
CHAPECOENSE 1 X 2 PALMEIRAS
Local: Arena Condá, Chapecó (SC)
Data-Hora: 2/9/2018 - 19h
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (Fifa/MG)
Assistentes: Guilherme Dias Camilo (Fifa/MG) e Sidmar dos Santos Meurer (MG)
Público/renda: 4.546 pagantes/R$ 186.015,00
Cartões amarelos: Márcio Araújo, Osman, Leandro Pereira e Diego Torres (CHA), Hyoran, Luan, Diogo Barbosa e Victor Luis (PAL)
Cartões vermelhos: -
Gols: Hyoran (14'/1ºT) (0-1), Borja (6'/2ºT) (0-2), Rafael Thyere (15'/2ºT) (1-2),

CHAPECOENSE: Jandrei; Eduardo, Rafael Thyere, Nery Bareiro e Roberto; Márcio Araújo, Elicarlos (Canteros, aos 33'/2ºT) e Diego Torres (Yann Rolim, aos 25'/2ºT); Osman (Doffo, aos 10'/2ºT), Bruno Silva e Leandro Pereira. Técnico: Guto Ferreira.

PALMEIRAS: Weverton; Mayke (Jean, aos 27'/2ºT), Luan, Gustavo Gómez e Victor Luis (Diogo Barbosa, no intervalo); Thiago Santos, Felipe Melo e Lucas Lima (Bruno Henrique, aos 20'/2ºT); Willian, Hyoran e Borja. Técnico: Felipão.