Gatito Fernández - Botafogo

Gatito Fernández é goleiro do Botafogo (Foto: Vítor Silva/Botafogo)

Sergio Santana
18/12/2021
04:00
Rio de Janeiro (RJ)

A renovação de Gatito Fernández com o Botafogo não avançou. As reuniões mais recentes entre as partes, realizadas nos últimos dias, trouxeram diferentes ideias financeiras envolvendo o goleiro e as negociações, por ora, estão emperradas.

+ Propostas do Botafogo, demora e destaque: a saga de Rafael Navarro até o possível acerto com o Palmeiras

Isso porque o paraguaio pediu um aumento de pouco mais de 40% no salário - vale lembrar que ele é um dos jogadores que também recebe direitos de imagem no elenco. Desta forma, ele seria o atleta, de longe, com o maior vencimento do plantel.

A valorização foi entendida como desmedida pela diretoria do Botafogo. Vale lembrar que Gatito não entra em campo com a camisa alvinegro desde setembro de 2019. Desde então, vem tratando de uma grave lesão no joelho.

O Botafogo, justamente pelo arqueiro não ter atuado nos últimos 15 meses, entende que não existe margem para um aumento salarial a curto prazo. Também há o risco de não saber como ele vai retornar aos gramados pelo tempo de inatividade e a gravidade da lesão.

Mesmo assim, o Alvinegro não desiste de tentar chegar a um acordo com o goleiro - isso não significa, contudo, que o clube vai simplesmente aceitar o que foi colocado à mesa pelo estafe do camisa 1. O Glorioso entende que a pedida dos empresários é completamente fora da realidade.

A única aparição de Gatito Fernández em um jogo do Botafogo nos últimos 15 meses foi na última rodada da Série B do Brasileirão, no empate contra o Guarani, quando ele foi relacionado mas sequer saiu do banco. Por isso, o Alvinegro entende um aumento como algo fora de cogitação.