Santos x Atlético-MG - Ricardo Oliveira

Oliveira voltou a marcar gols na reta final do Brasileiro  e ajudou o clube a voltar para a competição sul-amerincana- (Foto: Flavio Hopp)

Valinor Conteúdo
04/12/2018
17:55
Belo Horizonte

Com tantas mudanças ao longo da temporada 2018 no Atlético-MG , com três técnicos, elenco modificado antes e depois da Copa do Mundo, a vaga na Libertadores foi um feito importante para o clube, que passou por diversos revezes no ano, como a perda do Mineiro, desclassificação na Copa do Brasil e Sul-Americana.

Com o objetivo alcançado de retorno à disputa pela América, os jogadores já iniciam a preparação mental para estar na competição. Alguns atletas, caso do zagueiro Gabriel, estarão pela primeira vez na Copa Libertadores da América.

Para o defensor, a volta do Galo à competição sul-americana é boa para o clube e para os jogadores e por isso é o momento de estar pronto para os desafios que é jogar uma Libertadores.

- Temos de estar preparados para quando acontecer a hora de jogarmos a competição. Fico feliz pelo ano que fizemos e o nosso principal objetivo foi cumprido. O Atlético-
MG é muito grande e a Libertadores ganha com o Atlético e a o Galo ganha com a Libertadores, disse Gabriel.

Já para Ricardo Oliveira, que estará mais uma vez na luta pelo topo do continente no futebol, o clube conseguiu cumprir o seu planejamento do ano, o que proporcionará uma temporada cheia de desafios para o clube e os atletas.

- O planejamento era focado em classificar pra Libertadores. Oscilamos na Copa do Brasil, na Sul-Americana, mas o objetivo o principal foi alcançado. E entraremos direto nas oitavas de final da Copa do Brasil. Isso é muito importante para a equipe, que terá muitos desafios no ano que vem, disse Ricardo.

O Galo conhecerá seu primeiro adversário na Libertadores de 2019 no dia 17 de dezembro, quando haverá sorteio das chaves e da fase preliminar da competição, fase que os mineiros irão disputar para tentar chegar à etapa de grupos.