Bruno fica no Galo até o início de 2020 com valor dos direitos fixados em R$ 2,5 milhões

Bruno fica no Galo até o início de 2020 com valor dos direitos fixados em R$ 2,5 milhões- (Divulgação/Chapecoense)

Valinor Conteúdo
26/06/2019
17:50
Belo Horizonte

Atlético-MG e Chapecoense acertaram o empréstimo do atacante Bruno Silva, de 19 anos, revelação da equipe catarinense. Joia da base da Chape, o atleta assinará contrato até janeiro de 2020, com o Galo tendo prioridade de compra de 50% dos direitos com valor fixado em R$ 2,5 milhões ao término do vínculo.

Bruno vem para o clube mineiro para reforçar o elenco do sub-20, mas já tem experiências no profissional da Chape. Até o fim do ano, será realizado um processo de transição com o jogador para se integrar de vez aos profissionais do alvinegro.

Bruno Silva foi artilheiro da Copa do Brasil sub-17 em 2017, levando-o a ser promovido ao profissional na Chape em 2018. . A multa rescisória foi fixada em R$ 120 milhões para clubes do exterior, e de R$ 30 milhões para equipes nacionais.

O negócio com o Galo é visto pela diretoria catarinense como forma valorização de Bruno, que não repetiu em 2019 o bom desempenho da temporada passada. A transação foi facilitada pela relação de Rui Costa, que trabalhou na Chape e foi um dos responsáveis pela promoção de Bruno ao time de cima da Chapecoense.