Givanildo de Oliveira (Foto: Carlos Cruz)

Givanildo de Oliveira  não gostou do primeiro tempo em Patrocínio, mas ficou satisfeito com os quatro pontos conquistados pelo Coelho fora de casa-(Foto: Carlos Cruz)

Valinor Conteúdo
04/02/2019
22:08
Belo Horizonte

O América-MG tem conseguido um bom aproveitamento no Campeonato Mineiro utilizando uma fórmula simples, mas eficiente: vencendo em casa e conseguindo pelo menos voltar com um empate fora de casa. Foi o que aconteceu mais uma vez na quinta rodada do Mineiro.

O Coelho ficou no 0 a 0 com o Patrocinense, em Patrocínio, e com o ponto conquistado, se manteve na liderança. Porém, apesar do bom resultado, o técnico Givanildo Oliveira cobrou dos seus jogadores uma postura diferente na primeira parte do jogo.

-A gente que vive o futebol sempre fala: o empate fora de casa é sempre bom. Mas não é sempre bom. Acho que fizemos um primeiro tempo ruim. O time não se encontrou. Não foi duas ou três peças, foram seis ou sete. E no segundo tempo nós mudamos um pouco a maneira de jogar. Acertamos o passe, principalmente. E eles jogaram para trás, para explorar o contra-ataque. Eles tiveram uma bola muito boa para fazer o gol, nós também tivemos algumas chances. Era para ser empate mesmo- disse.

Mesmo cobrando do seu elenco, Givanildo deu uma “aliviada” no time, pois o América-MG fez duas viagens complicadas durante a semana. Primeiro em Tombos, na Zona da Mata e menos de dois dias embarcou para Patrocínio,no sentido oposto, quase no Triângulo Mineiro, rodando mais de 700km.

-Pegamos um jogo complicado fora, em que fomos buscar o resultado no final. E nesse jogo a gente sabia: estávamos com dez pontos, e no caso deles, com sete. Se ganhassem, eles empatariam em pontos. O empate foi muito bom, pois eles ficaram para trás, e nós fizemos mais um ponto em cima daqueles que já tínhamos- concluiu o treinador.

Os quatro pontos fora de casa mantiveram o Coelho na liderança e na próxima rodada, diante da URT, a equipe americana poderá não só consolidar a ponta da tabela, mas também se distanciar dos rivais, em caso de tropeço de Galo e Cruzeiro. O duelo com a equipe de Patos de Minas será no sábado, 9 de fevereiro, às 21h, no Independência.