O América-MG mantém sua regularidade na Série B e segue na busca pela líder Chapecoense

O América-MG mantém sua regularidade na Série B e segue na busca pela líder Chapecoense-(Mourão Panda/América-MG)

Valinor Conteúdo
24/11/2020
22:38
Belo Horizonte

O América-MG segue firme sua caminhada para voltar à Série A de 2021. O Coelho chegou aos 43 pontos ao vencer o Juventude por 2 a 1, gols de Rodolfo e Juninho para os mineiros, com Renato Cajá descontando para os gaúchos. o duelo foi nesta terça-feira, 24 de novembro, às 21h30, no Independência, pela 23ª rodada do campeonato.

O time de Lisca mostrou mais uma vez que é candidato ao acesso e se aproximou da líder Chapecoense, que perdeu para o Cruzeiro e ficou com 47 pontos, apenas quatro a menos do que a equipe americana.

Já o Juventude estacionou nos 37 pontos e vê sua posição no G4 ameaçada na próxima rodada do Brasileiro da Série B.

No turno, os dois times ficaram empatados por 0 a 0 em uma partida que o América lamentou muito pelas muitas chances de gols perdidas. Mas, na volta, em casa, fez os três pontos, terminando o saldo do confronto invicto, com quatro pontos em seis disputados.

Próximos jogos

O Coelho encara o Oeste, em São Paulo, às 19h15 na sexta-feira, 27 de novembro, enquanto o Juventude terá pela frente o Náutico, no sábado, 28, em Caxias do Sul.


FICHA TÉCNICA

AMÉRICA-MG 2 X 1 JUVENTUDE
Data-Horário: 24 de novembro, às 21h30
Estádio-Local: Independência, Belo Horizonte (MG)
Árbitro:Diego Pombo Lopez(BA)
Assistentes: Elicarlos Franco de Oliveira (BA) e Daniella Coutinho Pinto(BA)
Cartões amarelos: Hélder(JUV). Bareiro(JUV), Rafael Grampola(JUV)
Cartões vermelhos:

Gols: Juninho, aos 7’-1ºT(1-0), Renato Cajá, aos 33’-1ºT(1-1), Rodolfo, aos 43’-1ºT(2-1)

América-MG: Matheus Cavichioli, Daniel Borges, Messias, Anderson Jesus, e João Paulo, Sabino(Flávio, aos 45’-2ºT), Juninho e Alê(Calyson, aos 39’-2ºT); Felipe Azevedo(Felipe Augusto, aos 43’-2ºT), Rodolfo(Marcelo Toscano, aos 39’-2ºT) e Ademir(Léo Passos, aos 40’-2ºT). Técnico: Lisca.


Juventude: Marcelo Carné, Igor, Genilson, Bareiro e Hélder; João Paulo, Gustavo Bochecha(Carlos Eduardo, aos 32’-2ºT), Renato Cajá(Gabriel Terra, aos 21’-2ºT) e Gabriel Bispo(Marciel-aos 6’-2ºT); Capixaba(Rafael Grampola, aos 21’-2ºT) e Rafael Silva(Wallace Tarta, aos 31’-2ºT) Técnico: Pintado.