Leandro Silva

leandro estava na segunda passagem pelo Coelho, mas não seguirá na equipe mineira-(Daniel Hott/América-MG)

Valinor Conteúdo
26/08/2020
20:06
Belo Horizonte

O América-MG e o lateral-direito Leandro Silva entraram em acordo e fizeram uma rescisão contratual amigável. Segundo o clube, jogador recebeu uma proposta para atuar em outra equipe. Outro motivo para a saída é o seu pouco aproveitamento por Lisca, que tem dado preferência para o recém-chegado Daniel Borges e Diego Ferreira na posição.

Em sua segunda passagem pelo Coelho, que chegou em 2019, Leandro Silva disputou 52 partidas entre 2019 e 2020, com quatro gols marcados. Seu atual contrato iria até o fim do ano, com o clube anunciando a extensão do vínculo.

Novidades no feminino

Nesta quarta-feira,26 de agosto, o América-MG concretizou a contratação da nova treinadora da equipe feminina. Trata-se de Jaqueane Correa, de 25 anos, que chega ao clube para a sequência da temporada, que tem o Campeonato Brasileiro A-2 e o Campeonato Mineiro. Antes do América, Jaqueane estava no Vasco, clube no qual atuava como preparadora física da equipe feminina.

Natural de Juiz de Fora (MG), Jaqueane também tem experiência como treinadora e auxiliar-técnica em equipes de base, femininas e masculinas. A nova comandante americana é formada em Educação Física pelo Instituto Metodista Granbery (FMG) e tem pós-graduação em futebol pela Universidade Federal de Viçosa (UFV).

-Minha expectativa é grande. Minha experiência no Vasco-RJ foi positiva e me deu muita bagagem profissional. Quando recebi a proposta do América, fiquei balançada e quis aceitar na hora. O América é um clube muito tradicional e muito forte no cenário do futebol feminino, não apenas em Minas Gerais. Para mim, é a realização de um sonho- comentou Jaqueane.

-A equipe do América é muito boa e, além da camisa forte, tem um enorme potencial para buscarmos os objetivos do ano. O acesso no Campeonato Brasileiro A-2 é um dos objetivos, mas não é o único. Também vamos trabalhar muito com foco na formação de novas atletas. Tenho certeza de que o América é um dos clubes fortes para brigar de igual para igual com os demais- completou a treinadora.

No América-MG, Jaqueane vai trabalhar ao lado da auxiliar-técnica Talita de Oliveira, que tem passagem pelo Clube, entre 2015 e 2017, quando conquistou o Campeonato Mineiro e a Taça BH. Talita é formada em Educação Física pela Faculdade Universo.

-É um prazer vestir a camisa do América novamente. Fiz parte do primeiro projeto da equipe feminina, em 2015, e acumulamos grandes resultados, que ajudaram a construir o forte nome do América no futebol feminino. É gratificante voltar ao Clube e queremos melhorar ainda mais esse retrospecto- comentou Talita.

O Coordenador Técnico do Departamento de Futebol Feminino, Eliney Melo, fala sobre o processo de escolha das profissionais e do desejo de alcançar os objetivos da temporada.

-Nós avaliamos a experiência delas no futebol feminino e a qualificação profissional acadêmica, acreditamos que, somadas à nova estrutura disponível para a equipe, estamos colocando em prática nosso processo de reestruturação da categoria. Sabemos que devido à longa parada podemos encontrar desafios, mas trabalharemos duro para dar o nosso melhor em campo e alcançar nosso objetivos do ano-, disse Eliney.

A equipe feminina voltará aos treinamentos em setembro, em data ainda indefinida. As atividades serão no Sesc Venda Nova, nova casa das Coelhinhas.