Entrevista com Leco

Presidente Carlos Augusto de Barros e Silva, do São Paulo, espera por aprovação do estatuto (Foto: Eduardo Viana)

Marcio Porto
02/12/2016
20:50
São Paulo (SP)

Os sócios do São Paulo decidem neste sábado em assembleia no Morumbi se aprovam ou não o novo estatuto do clube. A depender da expectativa de membros de oposição e situação, a tendência é que o documento seja aprovado. As duas alas políticas do clube se mostram favoráveis às mudanças no texto.  No Conselho Deliberativo, o texto foi aprovado por unanimidade e agora passa à última etapa antes da aprovação. 

No entanto, quem decide são os sócios em votação secreta. Para ser aprovado, o estatuto precisa de maioria simples. O novo texto prevê mudanças significativas como fim da reeleição e inclusão de salário para o presidente com mandato de três anos, entre outras.

Embora não queira se expressar dessa maneira publicamente, a elaboração de um novo estatuto é uma das bandeiras do presidente Carlos Augusto de Barros e Silva, que deu início ao projeto. Leco considera que a aprovação de um novo texto pode conduzir o clube bem pelos próximos 50 anos. Na oposição, porém, há quem diga que a ala do mandatário articula para que o texto não seja aprovado, o que a situação nega. Os situacionistas, aliás, fazem a mesma acusação à oposição, que também nega.

A votação na sede social do Morumbi, com entrada pelo portão 7, está marcada para começar às 9h e encerrar às 14h. A apuração começa em seguida e o resultado deve sair ainda na tarde do sábado.  Se for aprovado, o texto valerá a partir de abril de 2017, quando terá eleição para escolha da nova gestão.