Denis - São Paulo

Denis é um dos líderes do elenco do Tricolor nesta temporada (Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net)

LANCE!
07/06/2016
15:27
São Paulo (SP) 

Não foram somente os torcedores do São Paulo que se surpreenderam com a saída de Luiz Cunha da diretoria de futebol nesta terça-feira. Ao chegar ao CT da Barra Funda para o treino desta tarde, o goleiro Denis ficou sabendo do pedido de demissão do diretor e se espantou. Segundo o camisa 1, a reação foi a mesma para a maioria dos atletas do elenco.

- Não só eu, mas os jogadores, fomos pegos de surpresa. Não deu tempo de conversar, fiquei sabendo agora, quando cheguei no CT para treinar, dessa situação. Acho que agora na hora do treino, que nós vamos ter uma conversa sobre esse assunto - explicou em entrevista ao canal SporTV.

Cunha entregou pedido de demissão ao presidente Carlos Augusto de Barros e Silva na noite da última segunda-feira, oficializando a saída nesta manhã. O cartola permaneceu por três meses como diretor de futebol, cargo no qual ajudou a repor a dispensa do vice Ataíde Gil Guerreiro. Antes, dirigiu o futebol de base em Cotia de outubro de 2015 a março deste ano.

Uma das razões para mais uma mudança no departamento de futebol são-paulino foi a contratação do peruano Christian Cueva, do Toluca (MEX). Cunha disse ser contrário à compra do meia-atacante por cerca de R$ 8,8 milhões, já que acredita ser desnecessário gastar com reforços diante da necessidade de manter Maicon e do surgimento de garotos da base.

O clube não nega, mas minimiza a versão apresentada pelo agora ex-dirigente. O treino desta terça, marcado para as 16h, deve contar com reunião de outros cartolas com o elenco para explicar as mudanças no clube. Com a saída de Cunha, o diretor-executivo Gustavo Oliveira torna-se o único dirigente do departamento, auxiliado pelo coordenador técnico René Weber.