Santos-AP

Santos do Macapá utiliza uniforme alvinegro e tem orgulho de ser 'descendente' do Peixe (Foto: Divulgação)

LANCE!
21/04/2016
10:00
Santos (SP)

O Santos de hoje está recuperado de uma debandada sofrida no ano passado, mas o xará do Amapá, que jogará contra o Peixe nesta quinta-feira, às 21h30, no estádio Zerão, no Macapá, pela primeira fase da Copa do Brasil, enfrenta uma no presente. Na semana passada, quatro jogadores deixaram o clube, incluindo o atacante Acosta, ex-Náutico e Corinthians e que defendeu o time amapaense por três temporadas.

Outra coincidência dos xarás é que o Peixe da Amazônia não costuma revelar o time que irá entrar em campo, assim como o técnico Dorival Júnior. O treinador Romeu Figueira fechou os treinos às vésperas que antecederam a partida.

Na história, há mais do que semelhança entre os dois Alvinegros. O Santos do Macapá foi fundado no dia 11 de maio de 1973, tendo como principal referência o time de Dorval, Mengálvio, Coutinho, Pelé e Pepe. O objetivo do clube fundado por funcionários públicos era criar um time que fosse uma fábrica de talentos, como era o da Vila Belmiro, que montou um time bicampeão mundial com pratas da casa.

Assim como o nome, o Santos do Amapá também tem um escudo quase idêntico ao do Peixe.

O Peixe da Amazônia será o terceiro homônimo que o Santos enfrentará na história. Antes, o time da Vila Belmiro já encarou o Santos Laguna, do México, e o Santos Athetic Club, em 1912.

O "irmão" mexicano derrotou o Santos por 2 a 1 em seu país. Já em Santos, antes da Vila Belmiro existir, o Santos Athetic Club foi derrotado por 3 a 2.