Diogo Vitor - Santos

Diogo chegou a treinar com elenco profissional (Foto: Ivan Storti / Santos FC)

Léo Saueia
29/06/2016
17:40
São Paulo (SP)

Depois de ser rebaixado ao Santos B, o atacante Diogo Vitor faltou novamente ao treino nesta quarta-feira. O sumiço não foi justificado, e o atleta foi achado em Santana da Vargem, no interior de Minas Gerais, onde tem parentes e amigos. Seu empresário foi quem o localizou fazendo contato com familiares.

Na terça-feira, era esperado que Diogo voltasse para sua casa, em Santos, para se reapresentar no CT Rei Pelé nesta quarta, onde teria uma reunião com dirigentes do Santos B. No entanto, o jovem não apareceu e manteve seu telefone desligado.

A princípio, a diretoria do Alvinegro não pensa em rescindir o contrato do atacante, válido até 31 de março de 2018. Os dirigentes santistas acreditam que o garoto de 19 anos pode se recuperar e que seria um erro liberá-lo gratuitamente, correndo o risco dele ser contratado por outro clube e alcançar sua melhor forma.

Diogo Vitor trocou de empresário há cerca de quatro meses, durante um outro sumiço do clube. Na primeira vez em que desapareceu, ele também foi para Minas Gerais, alegando falecimento da avó. No entanto, um dirigente santista ligou para um número residencial e foi atendido pela avó que teria morrido segundo o jogador.

A primeira vez em que foi advertido no Santos, foi porque apareceu no CT com um carro avaliado em aproximadamente R$ 300 mil, sendo que seus ganhos giram em torno de R$ 10 mil mensais. Porém, o automóvel havia sido dado por um ex-empresário, com quem Diogo não trabalha mais.

Seus novos representantes estudam contratar pessoas que possam conviver com Diogo por mais tempo e que possam lhe ajudar a ficar mais focado no Santos.