Igor Siqueira
05/08/2016
15:47
Rio de Janeiro (RJ)

Um conflito de agenda se misturou à falta de informação e o resultado foi um transtorno a turistas brasileiros e estrangeiros que queriam visitar o Cristo Redentor, no morro do Corcovado, nesta sexta-feira. Por conta de um evento no qual o ministro do Esporte brasileiro Leonardo Picciani recebeu mais de 100 ministros estrangeiros em um dos pontos mais procurados da Cidade Maravilhosa, o local ficou fechado a partir das 13h. Mas quem disse que os turistas foram avisados?

Pior. Muita gente que já tinha comprado ingresso descobriu o fechamento ao chegar à Estação do Trem do Corcovado, no Cosme Velho. A cena foi constrangedora. Os funcionários precisaram explicar no portão a situação. Teve gente chorando por não poder visitar o ponto turístico. O problema atrapalhou a vida de brasileiros e estrangeiros.

- Acabamos de chegar. Compramos os ingressos ontem à noite, às 23h. Mas algo com os ministros fechou. Não tinha informação alguma no site. Vamos dar uma volta e retornar depois... Mas só da próxima vez deem algum aviso - reclamou o francês Paul Guinard, de 25 anos.


O Ministério do Esporte alegou que avisou a administração do Corcovado que o evento aconteceria e sobre a necessidade de fechamento temporário. O jeito foi formar uma fila para ressarcir quem quisesse o dinheiro de volta ou remarcar, caso a agenda permitisse.

O assunto foi comentado pelas autoridades que participaram da visita.

- Todos os eventos desta natureza implicam alguns constrangimentos. São naturais. Vem muitas autoridades. Mas muitos dos cariocas, pelo menos no meu caso, respondem com sorriso ao terem suas vidas alteradas - disse Tiago Brandão Rodrigues, ministro da Educação de Portugal, que tem como uma das atribuições o Esporte nacional.

Em uma das explicações, um funcionário teve que ouvir de um estrangeiro:

- That's Brazil (Isso é Brasil).