Maracanã

(Foto: Bruno Domingos)

Igor Siqueira
29/07/2016
16:50
Rio de Janeiro (RJ)

A partir deste sábado, a operação de trânsito e logística de transporte Rio de Janeiro entra na reta final de atividades de preparação e ajustes para a Rio-2016. A semana de atividades culminará com a megaoperação montada para a cerimônia de abertura dos Jogos, no Maracanã, na próxima sexta-feira.

Mas antes, neste sábado, a Prefeitura vai auxiliar no reconhecimento do trajeto do ciclismo de estrada feito pelos atletas. Das 7h às 12h, os competidores vão ter a "escolta" de batedores para passarem em um percurso que envolve a Zona Oeste, Zona Sul e Tijuca. Os testes se repetirão na quarta e quinta.

- É a prova de rua mais difícil, pela extensão. Amanhã os atletas farão reconhecimento com batedores. É um trajeto que estará disponível o tempo inteiro. São vias públicas, é possível que o atleta faça o reconhecimento em outro horário. Reforçamos a população em relação a essa presença - avisou o secretário de Governo, Rafael Picciani.

No domingo, haverá um grande teste da cerimônia de abertura, com um deslocamento de 30 mil convidados para a simulação no Maracanã, além do staff da organização dos Jogos. O fechamento das ruas no entorno do estádio será entre 14h e 23h.

Na quarta-feira, a operação de trânsito sofrerá um novo impacto com a chegada da tocha olímpica ao Rio. Serão três dias de evento, passando inicialmente pelo Centro. Ao mesmo tempo, haverá uma atenção especial no entorno do Engenhão, porque haverá os primeiros jogos do futebol. O mesmo vale para a quinta-feira.

A semana terminará com o dia mais caótico.

- Sexta será o dia de maior impacto no período dos jogos. Todos os deslocamentos estarão concentrados para a região do Maracanã, com um grande polígono de controle de acesso. Teremos em grande volume de chefe de estados. A região será apenas para aqueles que visam ir à cerimônia - completou Picciani.

A cerimônia é na sexta, mas a partir de quarta haverá proibição de estacionamento no entorno do Maracanã. São mais de mil vagas retiradas.