Eduardo Paes, prefeito do Rio, em coletiva nesta sexta-feira (Foto: Igor Siqueira)

Eduardo Paes, prefeito do Rio (Foto: Igor Siqueira)

Igor Siqueira
19/08/2016
10:50
Rio de Janeiro (RJ)

O prefeito do Rio, Eduardo Paes, deu "na canela" dos quatro nadadores dos Estados Unidos que se meteram em confusão na cidade e foram desmascarados pela polícia após mentirem sobre a existência de um assalto a mão armada na madrugada de sábado para domingo.

Paes fez questão de separar a conduta de Ryan Lochte, James Feigen, Gunnar Bentz e Jack Conger do comportamento da delegação dos EUA, mas não aliviou para o quarteto.

- Meu sentimento em relação a eles é pena, desprezo, que pena que tenham algumas falhas de caráter. Certamente não representam os atletas americanos - disparou o prefeito, em coletiva na manhã desta sexta-feira.

Eduardo Paes ainda fez questão de ressaltar que aceita as desculpas apresentadas pelo Comitê Olímpico dos EUA, externadas em uma nota oficial publicada na quinta-feira à noite.

- Temos que aceitar as desculpas do Comitê Olímpico dos Estados Unidos, foi um gesto de muita correção. As desculpas estão mais do que aceitas - disse o prefeito, que acrescentou:

- Ficamos felizes pelo show dado pelos americanos, especialmente o Michael Phelps, que virou também um ídolo brasileiro. Infelizmente tem sempre alguém que pode destoar. É um país campeão de medalhas. Os americanos são bem-vindos aqui. Ninguém vai ficar com imagem ruim dos Estados Unidos.

Os nadadores que mentiram para a polícia foram desmascarados graças a imagens do circuito interno de TV de um posto de gasolina. As imagens contradisseram a versão inicial de que eles foram assaltados à mão armada por um suposto bandido que teria, inclusive, se passado por policial. Os quatro nadadores já voltaram para os EUA, sendo que dois deles chegaram a ser retirados do voo em que estavam para prestar depoimento.