André Uzêda
09/08/2016
20:52
Salvador (BA)

Em um jogo amarrado e de muita paciência, a França conseguiu derrotar a Nova Zelândia por 3 a 0 e garantir vaga no segundo lugar do Grupo G do futebol feminino das Olimpíadas. Os Estados Unidos terminaram a primeira fase na liderança da chave -- com sete pontos.

As francesas enfrentam agora a seleção do Canadá, classificadas em primeiro do grupo F. O duelo acontece na próxima sexta-feira (12/8), às 19h, na Arena Corinthians, em São Paulo.

Tanto França quanto Nova Zelândia adotaram uma postura cautelosa na partida em função de uma particularidade: quem perdesse estaria automaticamente fora do torneio olímpico. Era um jogo de vida ou morte.

A França ao menos tinha a vantagem do empate para avançar às quartas. Ainda assim, as europeias assumiram às rédeas da partida e criaram mais chances durante todo o duelo. Já a Nova Zelândia jogou no erro das adversárias esperando um vacilo para avançar ao ataque.

Aos 30 minutos do primeiro tempo, o técnico francês Philippe Bergeroo trocou a centroavante Delie, que não rendia até aquela altura, por Le Sommer. Sete minutos depois provou exatidão na mudança.

Bussaglia acertou belo chute de fora da área, a bola ainda bateu na trave e sobrou oportuna para a atacante que saiu da reserva abrir o placar.

Mesmo sem ter participado do lance do primeiro gol, a lateral Karchaoui, da França, foi um dos destaques da etapa inicial. Ao menos para a torcida baiana. No início do confronto, a jovem atleta, de 19 anos, deu uma arrancada driblando três neo-zelandesas até ser interceptada próximo da grande área. O lance não resultou em muito perigo, mas, pela plasticidade, foi suficiente para fazer a canhota cair nas graças da torcida.

A partir daquele momento qualquer toque dado por Karchaoui, drible ou mesmo uma simples cobrança de lateral eram reverenciados em coro.

No intervalo da partida, os torcedores baianos ensaiaram um grito forte de "Fora Temer". Alguns vaiaram e outros tantos endossaram os gritos.

No segundo tempo, as duas equipes voltaram ainda mais amarradas. A França adiantou a marcação e impediu que a Nova Zelândia tocasse bola até o ataque. O jeito para o time da Oceania foi rifar a bola.

Aos 17 minutos, a França ampliou após belo cruzamento pela esquerda de Thomis. A meia Louisa Cadamuro subiu com estilo para fazer de cabeça. 

As neo-zelandesas quase descontam no fim, mas a goleira Bouhaddi fez ótima defesa em saída do ataque aos 43. Já nos acréscimos, Thomis foi derrubada na área e Louisa Cadamuro bateu com categoria para marcar o terceiro e fechar o placar. 

FICHA TÉCNICA:
Local: Arena Fonte Nova, Salvador (Bahia)
Data e horário: 9 de agosto de 2016, às 19h

Gols: Le Sommer (França), aos 37 do primeiro tempo; Louisa Cadamuro (França), aos 17 e 47 do segundo tempo.

Nova Zelândia: Nayler, Percival, Stott, Ergeg e Riley; Longo, Duncan; Hasset (Gregorius) e Bowen (Pereira); Wilkinson (White) e Heran. Técnico: Tony Readings

França: Bouhaddi, Houara, Delannoy, Renard e Karchaoui; Henry (Hamraoui), Bussaglia (Abily), Cadamuro, Lavogez e Thomis; Delie (Le Sommer). Técnico: Philippe Bergeroo