Claudio Flores (Equador)

Equatoriano Claudio Flores ficou com a medalha de ouro nos 50km no Rio (Foto: André Telles/CBAt)

LANCE!
28/02/2016
17:25
Rio de Janeiro (RJ)

Os quatro brasileiros que competiram neste domingo na prova dos 50km do Campeonato Sul-Americano de marcha atlética, disputa que valeu como evento-teste para os Jogos Olímpicos Rio-2016, sofreram com a temperatura elevada na Praia do Pontal. Os termômetros registraram 37ºC e umidade relativa do ar de 41%. Os equatorianos dominaram o pódio.

Dos 18 atletas que largaram, apenas sete completaram as 25 voltas no circuito de 2 km, o mesmo que será utilizado na Olimpíada, em agosto. Todos os brasileiros ficaram pelo caminho: Rudney Nogueira, Claudio dos Santos, Leandro Clementino e Samir Sabadin.

– O clima exigiu demais e ninguém conseguiu marca expressiva. Completar a prova já pode ser considerada uma vitória – disse o equatoriano Claudio Flores, ganhador da medalha de ouro, com o tempo de 4h23m37.

O último a abandonar a prova foi Samir Cesar Sabadin, depois do km 41. Ele começou a passar mal.

– Quando acordei estava na ambulância. Me perguntaram o que sentia e eu falei que vontade de voltar a marchar. "Infelizmente não há como lutar quando o corpo não encontra forças – disse.

Claudio dos Santos, nove vezes campeão da Copa Brasil, também não completou a prova. Ele desistiu pouco depois do 22º quilômetro por "sentir" o ritmo. 

O líder do atletismo na Olimpíada do Rio, Martinho Nobre dos Santos, considerou "um sucesso" o Sul-Americano.

– A proposta foi testar o percurso e a tecnologia de prova e tudo correu muito bem. A maior aprovação veio dos atletas – afirmou Martinho, que é também superintendente técnico da Confederação Brasileira de Atletismo e gerente de Atletismo do Comitê Rio-2016.

– O evento-teste tinha de ser no circuito olímpico e tínhamos a data de fevereiro. Então sabíamos o que encontraríamos aqui. O objetivo não era performance – completou.

Martinho lembra que até os Jogos de Londres a marcha utilizava apenas circuito de 2 km, mas que o Rio inovará com circuito de 1 km para as provas de 20 km.

Os dois percursos já foram aprovados por medidores oficiais da IAAF, a Associação Internacional das Federações de Atletismo.

Pódio do Sul-Americano

1-Claudio Flores (EQU) - 4h23m37
2-Rolando Pani (EQU) - 4h34m09
3-Jonnathan Cabrera (EQU) - 4h46m21