Diego Hypolito "voa" durante sua série na Copa do Mundo de ginástica, em São Paulo (Foto: Paulo Pinto/Fotos públicas)

Diego Hypolito "voa" durante série na Copa do Mundo de ginástica, em São Paulo (Foto: Paulo Pinto/Fotos públicas)

Felipe Domingues
20/05/2016
17:17
São Paulo (SP)

Ao chegar em São Paulo (SP) para a etapa da Copa do Mundo de ginástica artística, Diego Hypolito avisou a todos: "Não vim para ganhar, mas competir". Apesar do recado, o que o brasileiro mostrou na prova do solo foi exatamente o contrário. Com sua melhor nota na temporada, ele passou para a decisão no Ginásio do Ibirapuera e deixou algo claro: está pronto para a Olimpíada.

Mesmo com um público pequeno na capital paulista, a torcida empurrou Diego a cada salto e vibrou no fim de sua apresentação. E, no fim, a nota corroborou com os gritos: 15,600. O segundo colocado foi o chileno Tomas Gonzalez, com 15,250, seguido pelo japonês Hiroki Ishikawa, com 14,650.

Para se ter uma ideia da importância da pontuação, especialmente após o próprio atleta afirmar que estava se poupando, Diego teria sido o segundo colocado no Mundial de Glasgow (ESC), em 2015, e quarto na Olimpíada de Londres (ING), em 2012. 

- Estou muito satisfeito. Foi minha melhor nota nesse ano. Meu objetivo aqui nem era tirar uma nota tão alta. Eu estava programando um 15,200. Não esperava jamais tirar uma nota assim  - disse o paulista, visivelmente surpreso.

Na temporada, Diego soma duas medalhas de ouro no solo em etapas da Copa do Mundo, em Cottbus (ALE) e Doha (QAT). Nas disputas, fez 15,400 e 15,466. Já na última semana, na seletiva da Confederação aos Jogos, marcou 15,500.

A final do solo acontece nesse sábado, a partir das 14h. Mais uma vez, o atleta afirmou que irá se poupar na decisão, assim como faria nas eliminatórias.

- Com o código atual, as notas estão mais baixas, porque a pontuação se tornou mais exigente. Os descontos ficaram um pouco maiores. Tirar 15,600 é uma nota muito alta - comentou, antes de completar: 

- Sonho em estar na Olimpíada e quero evoluir a cada semana. Meu objetivo até os Jogos é manter a nota 15,600 como padrão, porque na Olimpíada essa é uma pontuação excelente, muito, muito alta. 

Nessa sexta-feira, Diego Hypolito foi capaz de encantar a torcida com "metade" de sua força. Mas, para os brasileiros, esse resultado significou ainda mais: reacendeu a esperança de um ouro na Olimpíada do Rio de Janeiro.