Igor Siqueira*
10/05/2016
10:54
Salvador (BA)

Pedaços da história olímpica, das participações brasileiras nos Jogos e do que está por vir na Rio-2016 já começaram a circular o país para estarem à disposição de gratuitamente em 45 cidades das cinco regiões do Brasil. E o meio para franquear essa fatia do mundo olímpico é diferente: duas carretas, que desde o dia 30 de abril já estão rodando nas estradas, parando de cidade em cidade, em um roteiro cuja parada final é o Rio de Janeiro.

A iniciativa é do Bradesco Seguros, em parceria com o Ministério da Cultura, e foi batizada de Museu Itinerante Se Prepara Brasil, que vai rodar 30 mil km.

São mais de 100 peças do acervo do Comitê Olímpico Internacional (COI), do Comitê Olímpico do Brasil (COB) e do Comitê dos Jogos Rio 2016, além de coleções particulares. As carretas, que fazem trajetos diferentes e têm conteúdo distinto, contam, por exemplo, com uniformes dos ex-jogadores de vôlei Leila e Giba, além do quimono da judoca Sarah Menezes, ouro em Londres-2012.

Em um espaço de 73,5m², o visitante ainda terá acesso a um conteúdo digital que conta a história dos Jogos, além de medalhas, documentos, muitas fotos e réplicas de medalhas e documentos históricos. A expectativa é que mais de 100 mil visitantes compareçam no espaço, que conta sempre com a presença de um dos mascotes da Rio-2016, Tom e Vinícius, e uma réplica da tocha deste ano no lado externo, disponível para fotografias.

Nesta terça-feira, por exemplo, uma carreta está em Palmas, no Tocantins, e outra em Salvador (Farol da Barra), na Bahia. Na capital baiana, inclusive, o diretor do Bradesco Seguros, Alexandre Nogueira, explicou a origem do projeto.

- Estivemos em Brasília na última edição do museu olímpico. Lá foi ótimo, só que seria interrompido. E aí surgiu a ideia de levar para todo mundo esse conteúdo em carretas, porque manter uma estrutura fixa é muito complicado - disse ele, acrescentando que os locais em que as carretas param em cada cidade são planejados com COB, COI e prefeituras.

Segundo os organizadores, serão, ao todo, 172 dias de exposição, culminando com a instalação na Cidade Olímpica no dia 5 de agosto, dia da abertura dos Jogos, em dois pontos: na Praça Mauá e no Parque Madureira.

No estado de São Paulo, as carretas vão passar em dois momentos distintos. Entre 12 de junho e 6 de julho, um dos veículos passará por São Paulo (Praça da Sé), Osasco, Campinas, Ribeirão Preto, Franca e São José do Rio Preto. Outra carreta, entre 15 e 29 de julho, estará em Barueri, Sorocaba, Santos e São José dos Campos.

*O repórter viaja a convite do Grupo Bradesco Seguros