icons.title signature.placeholder RADAR/LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder RADAR/LANCEPRESS!
23/08/2015
08:09

Clima quente dentro e fora das pistas na quinta etapa da Mitsubishi Lancer Cup. Em mais uma etapa com três provas, os pilotos aceleraram novamente no Autódromo Velo Città, desta vez com um desafio extra: superar as altas temperaturas de sexta e sábado.

- A quinta etapa foi bem difícil por causa do calor. Eu consegui largar bem e assumi a primeira colocação logo na primeira curva - conta Bruno Mesquita, vencedor da categoria Lancer RS na prova de sexta.

- E o calor não parou por aí. O Elias Jr. me pressionou o tempo todo, o que mostra a competitividade da Lancer Cup. Você não pode perder o foco nem por um segundo - completa o piloto.

Logo no primeiro dia, o pódio ganhou mais um nome em seu degrau mais alto. Na Lancer R, Alexandre Navarro terminou a prova na primeira colocação.

- Eu venho a temporada inteira beliscando o primeiro lugar. Mas, nessa corrida, consegui abrir uma boa diferença nas últimas voltas. Era um gostinho que eu estava querendo sentir há muito tempo e agora consegui. Estou muito feliz - comemora.

Sábado

A paixão dos pilotos pelo automobilismo faz com que a busca pela vitória seja ainda mais intensa. No segundo dia da 5ª etapa, o que se viu na pista foram provas disputadíssimas, com os competidores próximos uns dos outros o tempo todo.

Mauro Neuenschwander, líder do campeonato na categoria Lancer R, conseguiu mais uma vez impor seu ritmo na primeira prova do dia e conquistou outra vitória na temporada.
- Largar debaixo deste sol, ao meio-dia, é muito duro. Foi a corrida mais cansativa de 2015. Por isso, vencer é ainda mais incrível - diz o piloto do carro 88.

Para fechar o sábado, a segunda prova teve o grid invertido. Destaque para Rodrigo Mange, que largou na 7ª colocação e conseguiu mais uma vitória, embolando a luta pelo título da categoria Lancer R.

- O campeonato está cada vez mais parelho. Eu coloco na minha cabeça que cada prova é uma prova. É importante estar sempre focado para sonhar grande, ainda mais sendo meu primeiro ano aqui – comenta o piloto.

Na Lancer RS, Paulo Pomelli subiu ao lugar mais alto do pódio pela primeira vez na geral.

- A lição que fica hoje é que há sempre altos e baixos em uma corrida. Na primeira bateria, acabei não indo muito bem, mas, no último minuto da segunda prova, descobri que eu era o pole. A partir daí, foi colocar na cabeça a melhor estratégia. Estou muito feliz. Mesmo tendo 50 anos, estou me sentindo como um garotão de vinte - comemora.

Clima quente dentro e fora das pistas na quinta etapa da Mitsubishi Lancer Cup. Em mais uma etapa com três provas, os pilotos aceleraram novamente no Autódromo Velo Città, desta vez com um desafio extra: superar as altas temperaturas de sexta e sábado.

- A quinta etapa foi bem difícil por causa do calor. Eu consegui largar bem e assumi a primeira colocação logo na primeira curva - conta Bruno Mesquita, vencedor da categoria Lancer RS na prova de sexta.

- E o calor não parou por aí. O Elias Jr. me pressionou o tempo todo, o que mostra a competitividade da Lancer Cup. Você não pode perder o foco nem por um segundo - completa o piloto.

Logo no primeiro dia, o pódio ganhou mais um nome em seu degrau mais alto. Na Lancer R, Alexandre Navarro terminou a prova na primeira colocação.

- Eu venho a temporada inteira beliscando o primeiro lugar. Mas, nessa corrida, consegui abrir uma boa diferença nas últimas voltas. Era um gostinho que eu estava querendo sentir há muito tempo e agora consegui. Estou muito feliz - comemora.

Sábado

A paixão dos pilotos pelo automobilismo faz com que a busca pela vitória seja ainda mais intensa. No segundo dia da 5ª etapa, o que se viu na pista foram provas disputadíssimas, com os competidores próximos uns dos outros o tempo todo.

Mauro Neuenschwander, líder do campeonato na categoria Lancer R, conseguiu mais uma vez impor seu ritmo na primeira prova do dia e conquistou outra vitória na temporada.
- Largar debaixo deste sol, ao meio-dia, é muito duro. Foi a corrida mais cansativa de 2015. Por isso, vencer é ainda mais incrível - diz o piloto do carro 88.

Para fechar o sábado, a segunda prova teve o grid invertido. Destaque para Rodrigo Mange, que largou na 7ª colocação e conseguiu mais uma vitória, embolando a luta pelo título da categoria Lancer R.

- O campeonato está cada vez mais parelho. Eu coloco na minha cabeça que cada prova é uma prova. É importante estar sempre focado para sonhar grande, ainda mais sendo meu primeiro ano aqui – comenta o piloto.

Na Lancer RS, Paulo Pomelli subiu ao lugar mais alto do pódio pela primeira vez na geral.

- A lição que fica hoje é que há sempre altos e baixos em uma corrida. Na primeira bateria, acabei não indo muito bem, mas, no último minuto da segunda prova, descobri que eu era o pole. A partir daí, foi colocar na cabeça a melhor estratégia. Estou muito feliz. Mesmo tendo 50 anos, estou me sentindo como um garotão de vinte - comemora.