MXGP

MXGP

Gabriel Ibrahim
25/07/2016
15:57
Brasil

A etapa do Mundial de Motocross que aconteceu nesse fim de semana no circuito de Loket, na República Tcheca foi repleta de surpresas. Vitória dupla nas baterias para o alemão Max Nagl da MXGP e para o francês Dylan Ferrandis da MX2.

O desempenho de Max Nagl foi de tirar o fôlego. O atual líder do Campeonato, o esloveno Tim Gajser, vinha vencendo as últimas etapas, mas dessa vez foi desbancado pelo alemão e caiu para o segundo lugar nas duas baterias.

A primeira vitória do ano de Nagl foi bastante comemorada pelo piloto já que, com o resultado, ele passou Romain Febvre e agora ocupa o terceiro lugar na classificação geral.

Febvre que estava afastado das pistas, depois de um acidente nos treinos do GP da Grã-Bretanha, fez um retorno considerável onde manteve a terceira colocação nas duas baterias. Entretanto o desempenho do piloto não foi o suficiente e acabou ficando para trás no placar geral.

Antonio Cairolli segue em segundo lugar na classificação , mas está com Nagl na cola dele. Apenas 16 pontos de diferença separam os pilotos. A etapa na República Tcheca não foi das melhores para o italiano que chegou na sétima e oitava colocação respectivamente nas baterias. Ele não chegou a subir ao pódio desta vez.

Na soma das baterias quem levou o quarto e quinto lugar foram os conterrâneos belgas Clement Desalle e Jeremy Van Horebeek.

Sem o imbatível Jeffrey Herlings na MX2, o francês Dylan Ferrandis foi o favorito da etapa. A vitória dupla nas baterias levou Ferrandis ao pódio em Loket, mas na classificação ele segue no quinto lugar, bem longe de Herlings com 239 pontos a menos. Nem mesmo o segundo colocado do placar geral, Jeremy Seewer está perto do conhecido como “A Bala”.

O holandês está fora do Campeonato por tempo indeterminado, até que se recupere da clavícula quebrada. Herlings está com 127 pontos de vantagem sobre Seewer e ainda tem chance de encerrar o ano como Campeão da categoria.