Brock (Foto: Divulgação)

Brock é titular do Brasil de Pelotas e destaca importância de vitória para pretensões do time no Gauchão (Foto: Divulgação)

RADAR/LANCE!
31/03/2016
14:56
Porto Alegre (RS)

Décimo colocado na tabela de classificação do Campeonato Gaúcho, com 13 pontos, o Brasil de Pelotas tem jogo de suma importância para as pretensões da equipe na competição nesta quinta-feira. às 19h30, no Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre, o Xavante enfrentará o Internacional, em partida válida pela 12ª rodada. Zagueiro de origem, mas atuando na lateral esquerda, Eduardo Brock tem se firmado na equipe titular e afirma que, apesar da qualidade do adversário, a equipe de Pelotas vai para campo com o pensamento apenas na vitória.

- Nosso time está preparado. Precisamos vencer para darmos mais um passo para alcançarmos a classificação. o que torna o jogo ainda mais importante para nós. São duas grandes equipes, mas estamos confiantes na nossa capacidade. Empatamos os dois últimos jogos e não podemos pensar em outro resultado que não seja a vitória. Além disso, é um jogo contra uma equipe grande como o Inter, uma oportunidade para jogadores como eu, que querem crescer na carreira, mostrarem seu valor - afirmou Brock.

Nos últimos anos, o Brasil tem tido grande ascensão não apenas no Rio Grande do Sul, onde retornou à Primeira Divisão, mas também em nível nacional, saindo da Série D do Campeonato Brasileiro para a B, que disputará agora em 2016. Para Brock, não há muito segredo no sucesso do clube gaúcho.

- Não há segredo aqui no clube, é trabalho e mais trabalho. Mas, além disso, é muito importante a manutenção da base do elenco por alguns anos como tem sido conseguido aqui. Com tempo e trabalho os resultados surgem naturalmente - afirma o jogador.

Formado nas divisões base do Grêmio, Brock, de 24 anos, que já jogou na Romênia, está no Brasil desde 2014. Fã de Mauro Galvão, ex-jogador e ex-diretor do Tricolor gaúcho, o jogador afirma que o fato de jogar em mais de uma posição o ajuda a evoluir técnica e taticamente.

- Eu sou zagueiro e, jogando na lateral, tenho uma postura mais defensiva, mas, na lateral, tenho que dar um suporte a parte ofensivo ao time. Esse trabalho me faz evoluir tecnicamente. Não ficar restrito a apenas uma posição ajuda com que o jogador evolua em todos os aspectos dentro do campo.

Brock começou a temporada como reserva, mas aos poucos vai se firmando na equipe titular do Brasil. Jogador de muita reça, o lateral tem grande carinho dos torcedores do clube, que inclusive criaram uma campanha na internet pedindo ao técnico Rogério Zimmermann a escalação dele.

- Recebo muito carinho dos torcedores, o que me deixa muito feliz, pois é um reconhecimento ao trabalho que tenho feito no clube. O torcedor tem o direito de pedir por qualquer jogador, mas sou profissional e respeito sempre as decisões do treinador, que são sempre tomadas em prol do clube e do time - afirma o jogador.