Internacional - Valdivia

Valdívia deve ser um dos titulares do Inter contra o Fluminense, no domingo (Foto: Divulgação)

RADAR/LANCE!
09/12/2016
14:54
Porto Alegre (RS)

O último treino do Internacional em Porto Alegre aconteceu com os portões fechados. Chegando à última rodada do Campeonato Brasileiro na beira do rebaixamento, o técnico Lisca preferiu por ter uma conversa mais reservada com os jogadores.

– Hoje não dei treinamento nenhum. Foi mais uma soltura. Queria mais privacidade. Congracei com jogadores, funcionários. Agradeci pelo momento, compreensão. Minha ideia é que sexta e sábado ocorra uma recuperação. Amanhã será uma movimentação sem conteúdo - disse o comandante, complementando:

- E véspera de prova final e não adianta se matar muito. Hoje foi mais para passar a alegria que tive, o prazer mesmo neste momento difícil. Foi muito legal. Acho que a relação foi boa. Quero agradecer a todos pela compreensão. Hoje foi mais uma despedida, mas com alegria e afeto. Até para abraçar os jogadores – contou Lisca. 

Sem responder exatamente se permanecerá ou não no Colorado em 2017, o treinador ainda deu brecha para uma outra dúvida: o ataque do Inter. Gustavo Ferrareis treinou, mas não há confirmação se ele entrará na equipe no lugar de Vitinho. Na ocasião, Lisca testou o setor de criação com Gustavo Ferrareis, Anderson e Valdívia, e apenas Nico López no ataque.

Desta forma, a tendência é que o Internacional vá a campo com Danilo Fernandes; William, Paulão, Ernando e Alex; Anselmo, Rodrigo Dourado, Anderson e Valdívia; Vitinho (Gustavo Ferrareis) e Nico López.

O Colorado volta a treinar no sábado, já em solo carioca, mas ainda não há confirmação do local. A equipe gaúcha encerra sua participação no Campeonato Brasileiro no domingo, às 17h (de Brasília), quando enfrenta o Fluminense, no Giulite Coutinho.

O Internacional vive o momento mais delicado de sua história. O time é apenas o 17º colocado na tabela de classificação e tem 92% de chances de rebaixamento, segundo o cálculo do site Infobola. Para se manter na Série A no ano que vem, além de vencer o Fluminense, os gaúchos precisam torcer por resultados negativos de Sport e Vitória, que têm dois e três pontos de vantagem, respectivamente.