Vasco x Paraná

Com boa marcação, meia Andrezinho pouco fez diante do Paraná. (Paulo Fernandes/Vasco.com.br)

Guilherme Moreira
29/06/2016
15:43
Curitiba (PR)

O triunfo surpreendente e de virada por 2 a 1 diante do líder Vasco da Gama, em São Januário, pela décima terceira rodada da Série B, promete ser um divisor de águas do Paraná nesta Série B. A equipe está a apenas dois pontos do G-4.

Após a troca de treinador, de Claudinei Oliveira para Marcelo Martelotte, o Tricolor tem uma derrota, um empate e duas vitórias consecutivas. Com mudanças no desenho tático, saindo do 4-4-2 tradicional para o 4-2-3-1 ou 4-1-4-1, o time paranista começa a crescer no torneio.

- O grupo sempre esteve confiante, estava faltando só uma sequência de vitórias para podermos embalar no campeonato. Agora é manter o foco e os pés no chão para conquistar mais vitórias e nosso objetivo, que é chegar entre os quatros primeiros - afirmou Diego Tavares. 

Nono colocado, com 20 pontos, o Paraná se aproximou do seleto grupo que sobe para a Série A. Mais do que isso, vencer o adversário da ponta da tabela e encerrar o jejum de 13 anos sem ganhar no estádio vascaíno fizeram o elenco ganhar a confiança necessária para a sequência da temporada.

- Essa vitória representa muitas coisas boas. Ganhamos do líder dentro da casa deles, o que é sempre muito difícil. Porém, o grupo estava muito confiante, sabíamos que poderíamos fazer um grande jogo e conquistar a vitória, que nos deixa perto do G4 e não deixa os adversários distanciarem na tabela - destacou o ala.

Na próxima rodada, o Paraná encara o Bragantino, no estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista. O confronto ocorre no sábado, às 16h. O adversário é o décimo sétimo colocado do Campeonato Brasileiro.

- Na conversa pós-jogo falei que nós temos o direito de comemorar, mas temos que ter os pés no chão. Essa vitória não nos facilita em nada ou dá vantagem contra o Bragantino, é um jogo com característica diferente. Muitas vezes você olha a posição na tabela, e acha que vai chegar em Bragança e ganhar com facilidade, e não é assim que acontece. Vamos ter outras dificuldades e temos que estar preparados para isso - finalizou Martelotte.