Vasco x Paraná

Defesa paranista suportou a pressão no segundo tempo. (Foto: Cleber Mendes/Lancepress!)

Guilherme Moreira
28/06/2016
23:01
Curitiba (PR)

De virada, o Paraná venceu o Vasco da Gama por 2 a 1 nesta terça-feira, pela décima terceira rodada da Série B. O triunfo empolgou a equipe, que não vencia em São Januário desde 2003, e vê a vitória como determinante para a sequência da competição.

Após sair atrás do marcador, em falha de Basso, com Nenê aproveitando cobrança de lateral de dentro da área, o Tricolor empatou no final do primeiro tempo. Em cobrança de falta da esquerda, Jorge Henrique tentou tirar e fez gol contra.

Na segunda etapa, em uma atuação um pouco abaixo dos 45 minutos iniciais, o time paranista suportou a pressão, com direito a bola na trave, e marcou no contra-ataque. Robson recebeu bola dividida na esquerda, cortou Rodrigo com tranquilidade e tocou para Murilo chutar na saída do goleiro nos minutos finais. 

- É um gol com a cara do Paraná, sendo rápido no contra-ataque e mortal. Sabíamos que as coisas iam acertar na hora certa. O Marcelo conversou e acertou algumas coisas, e estamos colhendo os frutos. Minhas características são de buscar a bola, dar o passe e chegar bem no ataque. Foi uma das minhas melhores partidas - afirmou o meio-campista, que marca pela segunda vez na competição.

Autor da assistência para o gol da vitória, Robson ainda participou da falta que deu a origem para o primeiro tento. Destaque no torneio, o atacante comemorou o resultado positivo fora de casa, mas pede calma para não ter uma empolgação exagerada.

- Fico feliz, nossa equipe está evoluindo e jogando bem. Feliz por deixar o companheiro na cara do gol também. Ganhamos de um time grande, favorito, e nos dá moral. Mas é ter pés no chão para buscar o acesso - declarou.

O clube paranaense não vencia o Vasco da Gama desde 2003, pela Série A. Na ocasião, o Tricolor goleou o rival por 4 a 1. O fim do jejum, entretanto, pode ser comemorado com moderação. O técnico Marcelo Martelotte pediu cautela para o duelo diante do Bragantino, no sábado, às 16h, fora de casa. O adversário é o décimo sétimo colocado.

- É uma alegria muito grande. Temos o direito de comemorar, mas essa vitória não nos facilita em nada. Foi um triunfo importante, mas temos que entender que é preciso ter calma, pois posição na tabela não define se jogo será fácil ou não - ponderou.

Com a vitória, o Paraná pulou para a nona colocação, com 20 pontos, a dois do sonhado G-4.