Walter

Walter tem 12 gols em 52 jogos com a camisa do Atlético-PR. (Giuliano Gomes/PR PRESS)

Guilherme Moreira
08/05/2016
20:26
Curitiba (PR)

O fim do jejum não poderia vir em melhor hora. No triunfo por 2 a 0 contra o Coritiba neste domingo, no Estádio Couto Pereira, Walter foi decisivo: fez gol e deu assistência, ajudando na conquista do título do Campeonato Paranaense.

Após perder dois gols, sendo um claro na pequena área e sem goleiro, o atacante desencantou e não escutará mais a pergunta repetitiva de "quando sairá o gol?" que o atormentava em 2016. O atleta não marcava desde o dia 7 de novembro de 2015, pelo Campeonato Brasileiro.

Aos 29 minutos do primeiro tempo, o jogador lançou Jadson, que cruzou para Ewandro chutar e Elisson fazer grande defesa com os pés. No rebote, entretanto, o camisa 18 que acreditou na jogada, apareceu sozinho por trás e marcou.  

Com 50, o centroavante novamente teve participação decisiva. Walter recebeu pela esquerda, passou por um marcador e, de dentro da área, cruzou com a esquerda no pé esquerdo de Ewandro, que completou para as redes. Essa também foi sua primeira assistência em 2016.

- Teve a chance que errei e pensei: "P... m....". Mas os companheiros me deram moral logo depois e fui feliz, deixei o meu. O melhor de tudo é ser campeão aqui dentro. É isso que vai ficar marcado quando forem ver o jogo do título, meu gol e o passe. E a medalha - comemorou.

No segundo tempo, o atacante sentiu logo no início e foi substituído por André Lima. O camisa 18, após o apito final, foi um dos que mais comemorou o título rubro-negro. Na comemoração do gol, inclusive, Walter chorou na frente da torcida. O jogador não era campeão desde 2013, enquanto o Atlético-PR acumulava um jejum de sete anos.

Com a camisa atleticana, o atacante tem 52 jogos e marcou 12 gols. O atleta chegou no Atlético-PR em abril do ano passado.