Coritiba x Atlético

No agregado, Furacão fez 5x0 contra o Coritiba. (Foto: Geraldo Bubniak /AGB/Lancepress!)

Guilherme Moreira
08/05/2016
18:02
Curitiba (PR)

De novo, o Atlético-PR venceu o Coritiba por 2 a 0 neste domingo, no Couto Pereira,pela finalíssima do Estadual, e é o novo campeão paranaense. O Furacão encerra o jejum de sete anos, conquistando seu 23º título da competição.

Como esperado, a partida começou com o Coxa em cima. Com 7, Kleber achou Alan Santos dentro da área, que cruzou para Leandro, que, na pequena área e com gol livre, tocou para fora. Dois minutos depois, Carlinhos cruzou para Negueba, que ajeitou de cabeça para Ruy chutar pelo lado.

Aos 12, Ruy arriscou de longe e Weverton teve dificuldades para fazer a defesa. Em cima do adversário, o Coxa chegou novamente com 19, em cobrança de falta de Alan Santos que o camisa 12 espalmou.

A resposta rubro-negra só aconteceu aos 21. Ewandro lançou Walter dentro da área, que chutou em cima de Elisson. Após a pressão, o Furacão se organizou em campo, acertou a marcação e começava a assustar. Na sequência, o atacante perdeu nova chance. Mais uma vez Ewandro fez jogada pela esquerda e cruzou rasteiro para o camisa 18 que, dentro da pequena área e sem goleiro, bateu para fora.

Com 29, o gol veio. Em contra-ataque, Jadson cruzou para Ewandro, que bateu nas mãos de Elisson, mas no rebote Walter não desperdiçou e desencantou. 1x0. O centroavante não marcava desde 7 de novembro, pelo Campeonato Brasileiro.

O gol desanimou o time coxa-branca. Com nova missão, agora de fazer quatro gols para levar aos pênaltis, o Verdão se afobou em campo e não conseguia mais achar espaços no sistema defensivo atleticano.

Na última vez que criou na primeira etapa, Ruy tocou para Alan Santos, que bateu no peito de Weverton. Enquanto isso, o Atlético-PR acalmou os ânimos e, melhor em campo, chegava com facilidade - mas pecava na última bola. No entanto, aos 50, Walter fez boa jogada, driblou Luccas Claro e cruzou para Ewandro apenas rolar para as redes. 2x0.

Na volta da segunda etapa, o Furacão tratou de administrar a enorme vantagem no jogo e no placar agregado tentando tocar mais a bola, rodando o jogo. Do outro lado, o Coritiba seguia tendo dificuldades na criação.
Com 17, o argentino Ortega bateu nas mãos de Weverton. No minuto seguinte, cruzamento de escanteio na área para Alan Santos cabecear em cima do arqueiro.

O Furacão, tranquilo na partida, apostava no contra-ataque. Aos 25, Marcos Guilherme lançou Nikão, que passou por João Paulo inicialmente, mas foi brecado na hora de finalizar. Dois minutos depois, Eduardo apareceu na frente da área e, de cobertura, mandou por cima do travessão.

Com 32, mais um chute perigoso. Ortega recebeu na meia-lua e mandou uma bomba para fora. Logo depois, Weverton saiu mal, Ruy dividiu e a bola ia entrando, mas o goleiro conseguiu se recuperar e pegar em cima da linha.

Sem forças, o Coxa desistiu na reta final enquanto a equipe rubro-negra apenas esperava o tempo passar para comemorar o título. O Furacão, nesta tarde, quebrou três jejuns: levantar uma taça no Couto Pereira (1990), vitória no Couto Pereira (2008) e título (2009). 

Pôster Atlético-PR
Atlético-PR, campeão paranaense de 2016. (Giuliano Gomes/PR PRESS)

FICHA TÉCNICA
CORITIBA 0X2 ATLÉTICO-PR

Local
: Couto Pereira, Curitiba (PR)
Data-Hora: 8/05/2016 - 16h (horário de Brasília)
Árbitro: Edivaldo Elias da Silva
Assistentes: Bruno Boschilia e Rafael Trombeta
Público/renda: 19.863 pagantes/R$ 912.960,00
Cartões amarelos: Alan Santos, Ruy, Vinícius (CFC), Otávio, Nikão, Léo, Weverton (CAP)
Gols: Walter (29'/1ºT) (0-1), Ewandro (50'/1ºT) (0-2)

CORITIBA: Wilson; Reginaldo (Thiago Lopes), Luccas Claro, Juninho e Carlinhos; João Paulo, Alan Santos, Ruy e Negueba (Vinícius); Leandro (Ortega) e Kleber. Técnico: Gilson Kleina.

ATLÉTICO-PR: Weverton; Léo (Eduardo), Thiago Heleno, Paulo André e Sidcley; Jadson, Otávio, Pablo, Nikão e Ewandro (Marcos Guilherme); Walter (André Lima). Técnico: Paulo Autuori.