jogadores Coritiba

No retrospecto, Coritiba tem 27 vitórias de vantagem contra o Atlético-PR. (Giuliano Gomes/PR PRESS)

Daniel Piva
30/04/2016
14:49
Curitiba (PR)

Neste domingo, às 16h, na Arena da Baixada, Atlético-PR e Coritiba começam a decidir o título do Campeonato Paranaense. Além de voltar a ser campeão, os atleticanos buscam uma reação no clássico, já que nos últimos tempos o time não vem obtendo sucessos diante do maior rival.

Em 2016, Furacão e Verdão se enfrentaram apenas uma vez. O duelo aconteceu justamente na Arena da Baixada e foi vencido pelo Coxa por 2 a 0, com gols de Thiago Lopes e Juan. Já no ano passado, o Atlético-PR não venceu um jogo sequer dos três clássicos disputados e, nas últimas três finais envolvendo os dois clubes, o Alviverde ficou com o título.

- Todos esses números têm o mesmo valor que num zero esquerda para nós. O momento é outro, cada jogo é uma história - garante o técnico Paulo Autuori.

Já o comandante do Coritiba, Gilson Kleina, descarta qualquer tipo de favoritismo. Mesmo em melhor momento, a equipe coxa-branca prega cautela nas decisões do Estadual. 

- Em clássico não existe isso. Tudo o que aconteceu já ficou, agora são novos jogos com novas histórias - decreta o treinador.
Para os jogadores, os números também não repercutem muito. Do lado atleticano, os atletas dizem desconhecer esse jejum.

- Cara, para te falar a verdade eu nem sabia desses números aí - desconversa o meia Nikão, do Atlético-PR.

A última vez que o Atlético-PR bateu o Coritiba em uma final foi em 2005, na Arena da Baixada, quando venceu por 1 a 0 no tempo normal e levou a melhor nos pênaltis.