Sergio Ramos - Cruz Azul x Real Madrid (Foto: Javier Soriano/AFP)

Sergio Ramos é um dos líderes do Real Madrid (Foto: Javier Soriano/AFP)

LANCE!
09/11/2015
10:30
Madri (ESP)

O zagueiro Sergio Ramos deixou o Sevilla rumo ao Real Madrid em 2005. E desde então, sempre retorna à sua antiga casa, tem que conviver com as vaias. Após a derrota deste domingo em mais um encontro no Ramón Sánchez Pizjuán, o jogador resolveu desabafar. O atual capitão merengue lembrou que não deixou de torcer para o time andaluz, e que vai ser assim para sempre.

- É lamentável, patético. Sou sevillista e terão que me matar assim. Eu vou colocar duas bandeiras em meu túmulo, a do Sevilla e a do Real Madrid. Lembro de todos os bons momentos que passei aqui desde criança - disse o jogador, que também lembrou que as vaias não são da torcida inteira:

- Agradeço aos aplausos de muitos, mas obviamente as vaias de outros não vão ficar no meu sonho.

Nascido em Camas, cidade próxima de Sevilha, Sergio Ramos chegou ao clube em 1996 ainda criança. Depois de um ano jogando no time principal dos andaluzes, em 2004/05, destacou-se e chamou a atenção do Real Madrid, que pagou 27 milhões de euros (R$ 110 milhões, no câmbio atual) por ele. Pela seleção, conquistou duas Eurocopas e uma Copa do Mundo.