Noel Sanvicente - técnico da seleção da Venezuela (Foto: AFP)

Noel Sanvicente diz que sempre lutará pelo futebol venezuelano (Foto: AFP)

POOL LANCE! / El Universal
01/12/2015
13:59
Caracas (VEN)

A crise que assola a seleção da Venezuela ganhou mais um desdobramento nesta terça-feira. No dia seguinte a 15 jogadores enviarem um abaixo-assinado pedindo sua dispensa da seleção enquanto a comissão técnica e a diretoria da Federação Venezuelana de Futebol (FVF) não forem destituídos, o treinador Noel Sanvicente rebateu as críticas sobre seu trabalho.

Em carta enviada aos atletas, ao dirigente e à opinião pública, o técnico, pede desculpas pelo atual momento da Vinotinto, que ocupa a lanterna das Eliminatórias da Copa do Mundo de 2018:

"Sinto que decepcionaria muita gente. Mas se algumas pessoas entendem que não devo continuar, eu entendo. Respeito as pessoas que confiaram em mim e agora estão decepcionadas por que não estamos obtendo os resultados". 

Em seguida, o treinador garante que estará sempre disposto a mudar o futebol venezuelano, pregando o discurso do desejo de defender à seleção. Só que está tranquilo quanto à possibilidade de uma saída do comando da Venezuela:

"Aqui estou eu, com a vontade de continuar lutando pela mudança, por lutar pelos meus jogadores e continuando a sonhar em fazer um futebol venezuelano ainda melhor. Assim somos os venezuelanos, grandes lutadores por causas justas e contra as adversidades".