Presidente do Corinthians

Sai pra lá! Presidente tem esperança de que Tite negue proposta da Seleção Brasileira (Foto: Alan Morici)

LANCE!
14/06/2016
20:49
São Paulo (SP)

O Corinthians mantém viva a esperança de que o técnico Tite cumpra seu contrato com o clube, até o fim de 2017. Para isso, o comandante terá que recusar o convite que será feito pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF) para que ele se torne o novo técnico da Seleção Brasileira, em substituição a Dunga, ainda na noite desta terça-feira. Em entrevista à Rádio Bandeirantes, o presidente Roberto de Andrade brincou a respeito do desejo de permanência do treinador que esperava ser único em sua gestão.

- Todas as velas já estão acesas em casa - brincou Roberto de Andrade, antes de completar.

- Sou bastante positivo e tenho convicção de que o Tite vai permanecer conosco. Enquanto o Tite não olhar para mim e disser que aceitou o convite da CBF, não quero pensar em outro (treinador). O treinador do Corinthians é o Tite até que ele me comunique que está saindo, mas eu não posso responder pelo Tite. Tenho a minha opinião e na minha visão, não é o momento. Deixaram um abacaxi tremendo para o Tite. Estamos em sexto na eliminatória e com chance de não classificar. Faltam dois anos para a Copa do Mundo, não sabe se chega... - enumerou o presidente do Corinthians durante a entrevista.

A Seleção Brasileira demitiu Dunga no início da tarde desta terça-feira, dias após a eliminação na primeira fase da Copa América Centenário, nos Estados Unidos. Antes disso, o treinador já havia sido desclassificado nas quartas de final da Copa América de 2015, além do desempenho que neste momento não garantiria vaga ao Brasil na Copa do Mundo de 2018. 

Já no Corinthians, o trabalho de Tite é o mais longevo entre os times da Série A do Brasileirão, desde o início do ano passado, quando foi campeão nacional. Apesar da vontade de segurar o atual comandante, o Timão já trabalha com a possibilidade de reposição nos próximos dias.

- São muitos treinadores no mercado brasileiro. Tem quantidade, mas, às vezes, na qualidade você vai espremendo e sai pouca gente. Precisa ser alguém que tenha perfil do Corinthians, porque fazemos um trabalho com o Tite há quatro anos. Mas arriscaria sim, sem problema nenhuma. Sair da mesmice é comigo mesmo - declarou o presidente do Corinthians.

Um nome que agrada ao presidente Roberto de Andrade é o de Oswaldo de Oliveira, hoje no Sport. Outros dirigentes também nutrem simpatia por nomes como Eduardo Baptista, da Ponte Preta, Mano Menezes, atualmente sem clube, e até Sylvinho, ex-auxiliar técnico do Timão e hoje na comissão técnica da Inter de Milão, da Itália.