Gabriel Carneiro
18/07/2016
07:00
São Paulo (SP)

Utilizado em 35 dos 40 jogos oficiais disputados pelo Corinthians nesta temporada, o lateral-direito Fagner será desfalque no próximo sábado, quando a equipe recebe o Figueirense em Itaquera, pela 16ª rodada do Campeonato Brasileiro. Suspenso em razão do terceiro cartão amarelo recebido no clássico deste domingo contra o São Paulo, o jogador ainda não sabe quem será seu substituto no fim de semana. No clube há apenas um mês, Cristóvão Borges terá um dilema na escalação: apostar em um garoto da base ou improvisar algum jogador de outro setor, como Willians ou Bruno Paulo, que já desempenharam a função em alguns treinamentos.

A primeira possibilidade é Léo Príncipe, de 19 anos. Titular no vice-campeonato da Copa São Paulo de Juniores deste ano, o jogador passou a treinar no time principal somente depois da saída de Edilson para o Grêmio. Príncipe estava emprestado ao Oeste e disputando a Série B do Brasileirão, mas o Timão pediu sua volta e o integrou ao elenco na última semana de maio. Até o momento, porém, ele não teve oportunidade de entrar em campo

Caso Léo Príncipe seja considerado muito cru para uma partida importante do Campeonato Brasileiro, Cristóvão tem outras possibilidades de escalação, de jogadores que já foram testados ou treinaram no setor nos últimos meses: Willians, o que está mais habituado a "quebrar galho" por ali, Cristian, que até com Tite já treinava na direita, e até Bruno Paulo, que nesta semana completou um treinamento atuando no setor. Outros jogadores também trabalharam no setor, mas não estão à disposição: Camacho, que trata lesão, e Maycon, que foi emprestado à Ponte Preta nesta semana.

A lacuna da lateral direita tem feito o Corinthians correr atrás de uma nova opção de elenco, e o técnico Cristóvão Borges indicou a contratação de Eduardo, que atualmente defende o Atlético-PR. O Timão tenta a liberação do jogador de 29 anos, mas não tem encontrado facilidades na negociação.