Bruno Cassucci e Gabriel Carneiro
11/11/2016
07:00
São Paulo (SP)

A temporada não é das melhores para o Corinthians, que vai comemorar (e muito) se ficar em sexto lugar no Brasileirão. Mas a debandada de jogadores e a rotatividade do elenco tiveram, ao menos, um lado bom: mais jovens formados pelo clube ganharam espaço no time profissional. Na próxima rodada, contra o Figueirense, o zagueiro Léo Santos fará sua estreia. Aos 17 anos, será o sétimo menino a atuar nesta temporada.

O Corinthians não dá oportunidades a tantos garotos da base desde 2012, quando oito promessas estrearam em partidas oficiais: Denner, Marquinhos, Antônio Carlos, Willian Arão, Gomes, Giovanni, Matheus e Rodinei. O grande problema é que nenhum deles fez mais de 18 jogos profissionais pelo clube. Marquinhos, hoje na Seleção Brasileira, saiu com 15 partidas. Arão, destaque no Flamengo, somou justamente 18. Rodinei, seu companheiro no futebol carioca, fez só a estreia – depois não jogou mais.

Com Léo Santos, o Corinthians chegará a sete só em 2016, após a entressafra das últimas temporadas. O grande desafio é consolidar os meninos no time de cima. Nomes como Pedro Henrique e Léo Príncipe estão próximos disso – especialmente o primeiro, que já teve sequência como titular. Mas a missão não é fácil para um clube sob pressão, que tem buscado nomes mais experientes no mercado.

– Temos qualidade, não à toa estamos aqui, não caímos de para-quedas. Agora temos de jogar com raça, o resto é consequência – diz Léo Santos, que passará de quinta opção a titular no dia 16, contra o Figueirense, jogo fundamental para as ambições do Timão no ano.

Os meninos não subiram por acaso. E agora querem se firmar.

QUEM JÁ JOGOU NESTE ANO

Matheus Vidotto - Já havia atuado em amistosos, mas neste ano estreou em jogos oficiais. Foram dois jogos pelo Paulistão.

Matheus Vidotto
Matheus Vidotto hoje é terceiro goleiro (Foto: Daniel Augusto Jr)

Caique - Quarto goleiro teve sua vez em partida contra o Botafogo, no Brasileirão. Jogou por 45 minutos e foi bem.

Caique França
Caique é o quarto goleiro (Foto: Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians)

Pedro Henrique - Zagueiro também havia atuado, mas estreia oficial foi em 2016, 14 jogos e até sequência no time.

Pedro Henrique, do Corinthians
Pedro Henrique é titular do setor defensivo (Foto: Daniel Augusto Jr)

Léo Príncipe - Garoto voltou de empréstimo para ser o suplente de Fagner. Jogou seis partidas e até já marcou um gol.

Léo Príncipe - Coritnhians
Léo Príncipe é reserva de Fagner (Foto: Daniel Augusto Jr)

Maycon - Promovido após a Copinha, fez 15 partidas, mas foi emprestado à Ponte Preta. Lá, joga.

Maycon - Ponte Preta
Maycon está na Ponte Preta até o fim do ano (Foto: Divulgação)

Claudinho - Uma única chance no ano, em jogo contra o Linense, no Paulista. Está emprestado ao Bragantino na Série B.

Claudinho
Claudinho está na Série B, emprestado (Foto: Agência Corinthians)

ANO A ANO:

2012 – 8 estreantes: Gomes, Denner, Marquinhos, Mateus, Rodinei, Antônio Carlos, Giovanni e William Arão. Ninguém se firmou no clube.

2013 – 4 estreantes: número baixou pela metade no ano seguinte, com Yago, Igor, Léo e Paulo Victor. O primeiro tem jogado agora.

2014 – 4 estreantes: Guilherme Arana, Zé Paulo, Malcom e Tocantins. Apenas o primeiro continua no clube.

2015 – 3 estreantes: Marciel, Matheus Pereira e Rodrigo Sam.