Bruno Cassucci
10/11/2016
18:48
São Paulo (SP)

Rildo tem menos de dois meses de contrato com o Corinthians pela frente, mas ainda sonha em ficar no clube em 2017. Não é para menos. Com a chegada de Oswaldo de Oliveira, o atacante voltou a ter espaço e, nesta quinta-feira, mais uma vez treinou entre os titulares do Timão.

Desde que o treinador assumiu o comando alvinegro, ele entrou em quatro de cinco jogos. A dupla trabalhou junta no Santos, e Oswaldo chegou a indicar o atleta em outros clubes pelos quais passou.

O vínculo de Rildo com a Ponte Preta, clube que o emprestou ao Corinthians, também acaba em dezembro. Para provar ao Timão que merece ficar, ele terá mais quatro jogos pela frente. 

Contra o Figueirense, na próxima quarta-feira, em Florianópolis, ele tem chances de começar jogando. O velocista, que sofreu com várias lesões desde que foi contratado, há pouco mais de um ano, vem treinando na vaga de Romero, que está na seleção  para a disputa de jogos das Eliminatórias da Copa. Além do paraguaio, Oswaldo de Oliveira não conta com Balbuena e Fagner pelo mesmo motivo. Uendel, Rodriguinho e Guilherme também ficaram na academia e não foram a campo. Vilson está suspenso do próximo duelo, e Guilherme Arana retorna da Seleção sub-20 apenas na segunda-feira.

Assim, Oswaldo armou o Corinthians nesta quinta-feira com Cássio, Léo Príncipe, Pedro Henrique, Léo Santos e Marciel; Willians, Marquinhos Gabriel, Giovanni Augusto, Camacho e Rildo; Lucca.

O treino coletivo acabou 1 a 0 para os titulares, com gol de Camacho em jogada construída por Rildo, O Timão volta a treinar nesta sexta-feira, no CT Joaquim Grava.