Levir Culpi na Coletiva - Atlético-MG (Foto: Bruno Cantini/Atlético MG)

Em seu pronunciamento, Levir indicou que gostaria de ficar mais tempo (Foto: Bruno Cantini/Atlético MG)

João Carlos Assumpção
26/11/2015
15:16
São Paulo (SP)

Acho triste a saída de Levir Culpi do Atlético, pois ele vinha fazendo um trabalho muito bom. Infelizmente no Brasil, muitos ainda consideram vice-campeonato o mesmo que nada.

Em suas mãos, o Galo conseguiu títulos, mais uma vez a vaga para a Libertadores e, acima de tudo, apresentou um futebol bonito, ofensivo e ousado, que só não foi melhor do que o Corinthians, campeão do Brasileirão, e do que o Santos, cujo time tem encantado na atual temporada e chegou à final da Copa do Brasil.

No Brasil ainda acham que ciclos de técnicos em clubes de futebol são bem limitados, mas acho que poderiam ser bem mais extensos, como o de Telê Santana no São Paulo no início dos anos 1990.

Levir, em seu pronunciamento, estava visivelmente chateado, o que indica que gostaria de ficar mais tempo.

Pena para o Atlético-MG sua diretoria ter tomado, a meu ver, a decisão errada. Apenas seguiu a tônica do futebol brasileiro, o que, sinceramente, lamento.