Daniel Cagliari - Cambrai

Daniel Cagliari teve passagem pelo Vôlei Renata antes de tentar a sorte na França (Foto: Divulgação)

LANCE!
24/12/2020
14:56
Rio de Janeiro (RJ)

Um novo país, um novo campeonato, uma língua diferente. Nada disso foi capaz de intimidar o oposto Daniel Cagliari em sua primeira temporada no Cambrai, da França. O brasileiro é o maior pontuador da Ligue A, o campeonato nacional francês, além de colecionar MVP's nas partidas. Com apenas 22 anos, ele já pensa em alçar voos mais altos na carreira.

A pandemia foi um fator determinante na temporada, principalmente pelo tempo que os atletas foram obrigados a ficar parados. Mas nem mesmo o prejuízo físico foi suficiente para atrapalhar os planos de Cagliari, responsável por 307 pontos na Ligue A.

- Acho que a preparação aqui foi muito boa. Depois de praticamente seis meses sem jogar, tivemos uma boa e forte pré-temporada, com muitos amistosos para poder começar o campeonato com o melhor ritmo possível, acho que isso nos ajudou bastante. É a minha primeira temporada fora do Brasil, um campeonato novo, então, posso dizer que não estava entre as minhas principais expectativas (ser o maior pontuador), mas estou muito feliz por ter alcançado esse feito - disse Cagliari.

Dentro e fora de quadra, Cagliari teve de se adaptar à nova realidade. Ele contou o que mais sentiu dificuldade na mudança para a França, além de destacar o que mais chamou a atenção em quadra.

- Acho que foi o idioma. Na verdade, ainda estou aprendendo e me adaptando, mas tirando isso acho que foi uma adaptação tranquila, sem maiores dificuldades. Dentro de quadra, para mim, a diferença mais marcante é o equilíbrio do campeonato, do primeiro ao último colocado tudo pode acontecer, todo jogo é muito difícil - explicou Cagliari, que falou sobre dois sonhos, um já realizado e o outro que parece estar a caminho:

- Sempre foi um sonho jogar na Europa. Agora que atingi essa meta, acho que o meu principal objetivo é buscar o meu máximo sempre, e buscar o nosso melhor como equipe nessa temporada, para depois pensar nos próximos passos. Acho que não é clichê falar que é o sonho de todo jogador profissional é chegar à Seleção Brasileira. Sei que sou jovem e ainda tenho muito a evoluir, mas espero um dia poder realizar esse sonho.