Carol Solberg/Maria Elisa vence, e Ágatha/Duda tem primeiro revés

Carol Solberg em ação (Foto: Divulgação CBV)

Web Vôlei
06/10/2020
13:59
São Paulo

Foi adiado o julgamento de Carol Solberg no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) da Confederação Brasileira de vôlei, que aconteceria às 18h desta terça-feira. A atleta foi denunciada por ter gritado "Fora, Bolsonaro!" durante a entrevista ao SporTV ao término da disputa da medalha de bronze na etapa de Saquarema, que abriu o Circuito Brasileiro de vôlei de praia, em 20 de setembro.

Segundo informações de Leonardo Andreotti, advogado que participa da defesa de Carol Solberg, o adiamento se deve aos pedidos de intervenção de terceiros, prevista no artigo 55 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva: a Associação Brasileira de Imprensa (ABI) e o Movimento Nacional de Direitos Humanos. 

O artigo 55 é descrito assim: "a intervenção de terceiro poderá ser admitida quando houver legítimo interesse e vinculação direta com a questão discutida no processo, devendo o pedido ser acompanhado da prova de legitimidade, desde que requerido até o dia anterior à sessão de julgamento".

Ainda não há uma nova data para o julgamento. Carol Solberg postou um vídeo, no Instagram, do seu treinamento no Rio de Janeiro após a decisão do STJD.

"Sigo treinando forte e muito feliz de poder me dedicar a um esporte que gosto tanto!", escreveu ela.

A segunda etapa da temporada 2020/2021 do Circuito Brasileiro começará com o torneio feminino, que será realizado entre os dias 15 e 18 de outubro. Na semana seguinte, entre 22 e 25 de outubro, ocorrerá o torneio masculino. As etapas foram divididas em semanas diferentes para reduzir a circulação de pessoas dentro do Centro de Desenvolvimento de Voleibol, aumentando a segurança nos protocolos de prevenção ao coronavírus.