Toni Nadal é homenageado em Roland Garros

Foto: Roland garros

Tênis News
17/07/2019
14:57
Palma de Mallorca, Espanha

Tio e ex-treinador do espanhol Rafael Nadal, Toni Nadal é sempre uma figura interessante de se ouvir nos meios de comunicação. Poucos dias após o término do torneio de Wimbledon, o espanhol novamente deu seu contundente ponto de vista.

“A final de Wimbledon foi uma das maiores partidas da história, teve todos os ingredientes para tal, mas eu lembro de melhores jogos entre eles”, assinalou Toni. “Alguns jogos no US Open e, sobretudo, a semifinal de Roland Garros 2011. Ali ambos demonstraram um ritmo frenético de tênis que culminou com o triunfo do suíço em quatro sets”.

O espanhol ainda revelou alguns diálogos com seu sobrinho durante a decisão do Slam britânico. “Estávamos assistindo a partida e eu disse a ele prestasse atenção no posicionamento de Djokovic. Estava muito mais dentro da quadra do que ele nas semifinais. Ele concordou comigo e assumiu que errou em jogar muito atrás da linha de base. Então lhe perguntei por quê não havia mudado seu posicionamento, já que tanto eu como Francis Roig tentamos dizer isso a ele durante toda a partida. Ele me disse que não viu, nem havia entendido, e se tivesse entendido teria feito sem dúvidas. ‘Quando não fiz algo que você me disse para fazer?’, ele me disse”.

Por último Toni falou novamente sobre a grandeza do Big3 e sua posição na história do tênis. “Há um dado muito evidente. Borg, McEnroe e Connors, que foram grandes campeões, somaram 26 Grand Slams. Roger, Rafa e Novak somam 54, mais que o dobro. Muita gente me diz que eles seguem melhorando entre si, mas acredito que também tiveram sorte de a geração posterior ser incapaz de tirá-los da elite”, declarou.