Milos Raonic em Indian Wells 2019

Divulgação

Tênis News
28/08/2020
20:14
Nova York

O canadense Milos Raonic, 30 do ranking da ATP, sacou muito e superou o grego Stefanos Tsitsipas, sexto, na semifinal do Masters 1000 de Cincinnati, nos Estados Unidos. A vitória colocou o canadense em sua 4ª final de torneio Masters a primeira em 4 anos.

Trabalhando bem com seu saque desde o início da partida, Raonic precisou de 1h38 para fechar o placar em 7/6(5) 6/3, tendo disparado 12 aces contra quatro do grego, que venceu 78% dos pontos jogados com seu primeiro serviço contra 90% de aproveitamento do canadense, que perdeu apenas quatro pontos neste fundamento em toda a partida.

Em um primeiro set sólido, com os dois tenistas confirmando seus saques com relativa tranquilidade, Raonic salvou o único breakpoint da parcial justamente no setpoint e forçou o tiebreak. Ali, apesar de iniciar em desvantagem de 0/2 devolveu a mini-quebra o quarto game e o equilíbrio seguiu até o grego errar junto à rede, ceder mini-quebra e sair um set abaixo.

Na segunda etapa, o equilíbrio se manteve, porém em desvantagem no placar, Tsitsipas arriscou mais e por isso cometeu mais erros. Firme, o canadense conquistou a quebra no quarto game, abriu 4/1 e administrou a vantagem.

Garantido em sua quarta final de torneio do Masters 1000, Raonic busca título contra o vencedor do duelo entre o sérvio Novak Djokovic e o espanhol Roberto Bautista Agut.

Finalista nos Masters de Montreal, no Canadá, em 2013, Paris-Bercy em 2016 e Indian Wells em 2016, Raonic está de volta à uma final deste nível e busca título inédito. Caso amargue o vice-campeonato, Raonic igualará o japonês Kei Nishikori com quatro finais de Masters jogada e nenhum título. O ex-tenistas Mardy Fish também tem o recorde negativo de quatro finais jogadas e nenhuma vencida e apenas o ex-número 1 do mundo, o russo Evgeny Kafelnikov perdeu mais finais de Masters, cinco no total.