Nick Kyrgios, campeão do ATP 500 de Acapulco 2019

Divulgação

Tênis News
03/03/2019
11:41
Acapulco (México)

Depois de coroar uma das melhores semanas de sua carreira com o título do ATP 500 de Acapulco na última madrugada, o australiano Nick Kyrgios admitiu que ainda precisa melhorar muitos aspectos de sua carreira. Ele destacou também a confiança que pode ganhar com a conquista.

"A verdade é que tenho muita sorte de estar nesta posição. Agora, preciso ser muito mais disciplinado, muito melhor profissional e tentar sempre fazer a coisa certa. Eu nem sequer tenho um treinador, então talvez eu comece por aí", iniciou Kyrgios.


Para alcançar a decisão no México, Nick precisou superar nomes como o do espanhol Rafael Nadal, do suíço Stan Wawrinka e do norte-americano John Isner. O jovem de 23 anos relembrou da partida contra Nadal, na qual precisou salvar três match points para sair com a vitória.

"Ter salvo os match points contra Nadal é algo que não vou me esquecer tão cedo e que vou levar sempre comigo", enfatizou o atleta, que sairá do 72° para o 31° lugar do ranking.

Mesmo vaiado pela torcida em várias ocasiões durante a semana, o natural de Canberra disse que apreciou muito o ambiente que o espectadores proporcionaram.

"Claro que estou feliz, a audiência foi incrível a semana toda. A multidão criou a atmosfera todos os dias. Sem dúvidas, foi o melhor ambiente em que já joguei na minha carreira. Estavam me vaiando, mas mesmo assim, eu gostava de brincar e estar aqui. Eles criaram as emoções, as memórias. Todo o evento foi incrível, tenho certeza de que voltarei no próximo ano", garantiu


A conquista de Kyrgios foi garantida após o triunfo sobre o alemão Alexander Zverev por 6/3 6/4. O australiano fez questão de enaltecer a grandeza de Zverev.

"Zverev é um jogador exemplar para todos, pelo seu profissionalismo, pela sua qualidade e pelo que já alcançou. Eu realmente não esperava muito do jogo de hoje. Sabia que teria minhas chances, mas ele é um grande jogador e já mostrou isso muitas vezes. Felizmente, fui capaz de sacar muito bem em situações de tensão máxima e isso me fez seguir em frente", finalizou.

Já Zverev também enalteceu a grande campanha de Nick. Segundo ele, o título ficou nas mãos do melhor jogador da competição.

"Nick bateu três top 10 nesta semana, além do Wawrinka, que é campeão de Grand Slam. Quando alguém faz isso em um ATP 500, merece o título. O público teve seus prós e contras com ele, mas ele é o verdadeiro campeão, foi o número 1 do torneio. Então, queria pedir às pessoas para entendê-lo e dar-lhe todo o crédito por sua vitória", disse o alemão.