Rafael Nadal

Barcelona Open

TÊNIS NEWS
25/04/2021
17:39
Barcelona (Espanha)

Rafael Nadal comemorou sua conquista no ATP 500 de Barcelona, na Espanha, após bater Stefanos Tsitsipas em batalha de 3h38min por 6/4 6/7 (8/6) 7/5 neste domingo. Ele destacou como a conquista será importante no seguimento da temporada.

"É uma vitória importante para mim, em primeiro lugar porque é um torneio histórico dentro do nosso circuito e, em segundo lugar, porque é no meu clube. É um torneio que jogo ao longo da minha carreira e que o vejo desde pequeno. O momento da temporada é perfeito para conquistar o primeiro título, acho que esta semana pode me ajudar a enfrentar o que vem com uma mentalidade positiva. Foi uma vitória contra um adversário difícil, embora eu ache que ainda tenho espaço para melhorar no tênis, é o que sinto. Estou convencido de que esta vitória me ajudará a avançar nessa direção".

Nadal comentou sobre o jogo que foi até o limite, partida de 3h38min, final mais longa do circuito ATP em melhor de três sets desde 1991.

"O que desequilibrou a balança foi um ou dois pontos, essa é a realidade. Tive dois match-points no segundo set, depois no terceiro estava na frente e cometi um erro novamente. Então foi ele quem pegou a bola do jogo e jogou até o limite. No geral, acho que o terceiro set foi o melhor em termos de nível, em uma partida que foi muito disputada, contra um grande rival. Ainda acho que posso fazer as coisas melhor, mas jogos como os de hoje me ajudam a evoluir e melhorar. Ganhar o Godó de novo significa muito para mim, estou muito satisfeito".

"A verdade é que não odeio perder, o que acontece é que gosto de ganhar. E acima de tudo, o que eu gosto é de competir, gosto de me esforçar para tentar alcançar os objetivos. Se não forem alcançados mais tarde, poderei voltar para casa em paz depois de ter lutado até o fim. Hoje foi uma final, se não lutarmos em dias como hoje não sei quando vamos fazer. Afinal, é uma atitude do dia a dia da vida que também trouxe para o esporte, onde sempre respeitei cada rival e respeitei a essência do esporte, que é fazer o melhor a cada dia para chegar o mais bem preparado possível. Se você acha que pode chegar a um nível de 60, tem que tentar chegar a um nível de 60, não ficar em 40. E quando chegar a 100, tente chegar a 100, embora nem sempre seja possível”.

Rafa destacou o apoio do público que compareceu enchendo a quadra chamada Rafael Nadal.

“Em Monte Carlo tive a minha equipe e a minha família, que também me apoiaram muito. Aqui estava jogando em casa, embora não tenha conseguido estar 100% da capacidade total, mas espero que aos poucos possamos ter um público maior, que a cada dia mais gente venha nos ver, recebendo tudo isso apoiar e aproveitá-lo novamente aquele ambiente a que estávamos acostumados. Tenho um caminho a percorrer para continuar trabalhando e atingir o nível que preciso para competir pelos objetivos que busco. Então vou trabalhar para isso e assim me dar muito mais opções para alcançá-lo ”.

Nadal comentou sua fome por títulos e o 12º caneco em Barcelona: “Procuro não olhar muito para trás, estamos em um esporte onde você não pode se perder se entregando aos títulos que conquistou. Quando uma carreira termina é quando se pode começar a viver do que foi conquistado e ficar satisfeito. Claro que estou satisfeito com a carreira que fiz e por ter me dado a oportunidade de viver todas essas experiências que estou vivendo. O que acontece é que vivemos no presente, então o que procuro é estar preparado para o presente ou para o futuro imediato. Estou ciente de tudo o que foi conquistado, os números são incríveis, mas procuro me esforçar no dia a dia e estar pronta para o que vem por aí."