Dusan Lajovic

ATP Cup

Tênis News
21/08/2020
16:09
Nova York

O sérvio Dusan Lajovic, 23º do ranking da ATP, fez uma série de fotografias e vídeo para o jornal sérvio SportKlub para falar e mostrar um pouco dos protocolos cumpridos por atletas de todo o mundo na bolha em Nova York.

Lajovic começa relatando como foi chegar à Nova York com seu fisioterapeuta. O tenista conta que já eram esperados no aeroporto e que de lá foram levados diretamente para o hotel oficial onde seria a bolha. Ali, foram testados por volta das 19h30 e encaminhados para seus quartos de onde só poderiam sair após o resultado para COVID-19 dar negativo.

O tenista relata que o resultado saiu às 10h no dia seguinte."Quando chega o resultado, se você for negativo, você desce para o credenciamento e depois pode ir a qualquer lugar com ele. Todos os dias, um questionário é preenchido para ver se você sente algum sintoma, a temperatura é medida, etc", relatou.

Dusan Lajovic passou a quarentena em seu país natal, mas desde a definição do retorno do calendário estava em Barcelona, se preparando ao lado de seu treinador, José Perlas, que chegará em alguns dias aos Estados Unidos. Segundo o tenista, o complexo Billie Jean King National Tennis Center é o mesmo de anos anteriores para os jogadores, com algumas mudanças como a ausência de torcedores e mais espaço, já que academias, por exemplo, foram montadas ao ar livre.

O sérvio ainda revelou que alguns tenistas têm direito a um "apartamento" dentro da Arthur Ashe. Os "apartamentos" estão colocados onde comumente estão os camarotes de patrocinadores e parceiros da USTA e na atual situação estão equipados com "uma mesa de massagem, uma geladeira, um banheiro, um salão. Você pode pedir comida lá e pode almoçar lá", explicou. Dentro dos "apartamentos" apenas a entrada do jogador e um acompanhante está autorizada, os demais (que podem ser até outras duas pessoas) devem estar no complexo ao lado, a Louis Armstrong.

Assim é o apartamento:

Svi nosioci na US openu imaju svoj apartman na stadionu Artur Eš. 🎥 @Dutzee pic.twitter.com/fpIoR6kbnh
— Sport Klub (@sportklub) August 19, 2020

Lajovic contou ainda que o hotel em Long Island fica a 40 minutos de Flushing Meadows e que o transporte dos tenistas não é feito de carros, mas sim de ônibus, com distanciamento social interno e com a necessidade de agendamento por parte de cada profissional. Os ônibus, no momento, atuam com 15 minutos de distância a cada partida.

O jogador ainda confessou estar tentando lidar com o torneio como se estivesse em outro lugar que não Nova York, pelo desejo de sair ao menos uma vez e jantar fora. Lajovic tem se focado no exemplo de competir na China, onde busca comer apenas no hotel do torneio.

A adaptação ao novo normal inclui o uso sistemático de máscaras por todos os profissionais presentes. Apenas está permitida sua retirada em treinamentos, trabalho em academia e quando os atletas vão beber ou comer algo.