Marian Vajda e Goran Ivanisevic no box de Djokovic em Wimbledon

FOTO: AP

TÊNIS NEWS
25/07/2019
13:03
Split (Croácia)

Ex-tenista, o croata Goran Ivanisevic, que fez parte da equipe de Novak Djokovic durante o torneio de Wimbledon, concedeu entrevista ao site We Love Tennis onde comentou sobre as atitudes de Nick Kyrgios. Ivanisevic sempre foi considerado polêmico e quebrava raquetes com frequência.

"Não gosto da expressão 'bad boys'. Prefiro falar de jogadores que têm uma forte personalidade dentro e fora da quadra. Sou dos que pensam que eles são necessários no circuito. O tênis é um esporte individual e poder voltar bem chato pois todos estão um pouco uniformes:superfície, tipo de jogo...Hoje em dia muito poucos jogadores sobem à rede já que preferem disputar a maior parte dos pontos no fundo de quadra. Assim que posso dizer que estou a favor de jogadores diferentes já que são bons para este esporte."

Ivanisevic comentou que Kyrgios faz bem para o tênis: "Nick é uma pessoa especial, é bom para o tênis. O que mais me incomoda nele é que tem talento de sobra para ser o número 1 do mundo, mas sua mentalidade o impede de chegar. Quando o vê jogar nem sempre sabe o que vai fazer. É imprevisível e isso é muito difícil de ver hoje em dia. Ele é capaz de fazer três games de autêntica loucura e fazer uma das suas. Não me posso imaginar como seria sua carreira se ele fosse um tenista mais sério".

Sobre o saque por baixo que corriqueiramente aplica, Ivanisevic comentou: "Parece genial que isso apareça no tênis. Porque deveríamos nos envergonhar disso ? Na minha época não podíamos provar esse saque pois os jogadores ficavam mais dentro de quadra. Agora alguns ficam lá atrás e alguns mais preparados como o Nick aproveitam para ganhar alguns pontos. Algumas pessoas falam em falta de respeito, mas sou a favor. Tudo é válido, tem direito de usá-lo quando desejar".

Ivanisevic se mostrou chateado com Nick sobre seus comentários do Big 3 dotênis: "Aqui é onde ele se equivoca. Rafa,Roger e Novak são companheiros e é preciso ter respeito. Cada um pode ter suas preferências,mas não vale dizer publicamente. Não estou a favor de suas atitudes nos últimos meses em coletivas de imprensa porque neste esporte o primeiro que deve ter é o respeito."