Leo, Charlene Riva, Myla Rose,e Lenny Federer em Wimbledon

Divulgação

Tênis News
05/11/2019
17:05
Bogotá (Colômbia)

O suíço Roger Federer concedeu uma entrevista a cadeia de rádio LA W, da Colômbia, diretamente de sua casa na Suíça, para falar um pouco de si e da partida exibição que jogará em Bogotá em 22 de novembro.

Federer falou muito sobre suas escolhas, como viver em uma cidade pequena nas montanhas da Suíça em detrimento de uma megalópole, ressaltou o respeito dos vizinhos para consigo e sua família, ressaltou a possibilidade de viver uma vida simples em que ele mesmo pode dirigir seu carro e fazer compra pra casa.

O suíço também recordou a passagem pela América do Sul em 2012, na oportunidade disputou, entre vários jogos, um pequeno torneio realizado em São Paulo. "Eu sempre me lembro da paixão e apoio dos torcedores, algo que eu nunca vivi antes ou depois daquilo. Aquela foi uma tour muito emocional pra mim, inclusive pela presença do meu pai", revelou.

O apresentador questiona Roger Federer, que é casado com a ex-tenista Mirka Federer, se gostaria que seus quatro filhos, Myla Rose, Charlene Riva, Lenny e Leo, joguem tênis profissionalmente e surpreendeu.

"Esta é uma pergunta que eu tenho respondido muito ultimamente. As minhas meninas e meninos, os quatro jogam, porque todos os nossos amigos vem de um histórico no tênis, todos os seus filhos jogam, mas não é algo que eu queria que meus filhos sejam top 10 no tênis. As meninas gostam e tocam piano muito bem. Num topo 10 de esportes, as meninas ainda preferem esqui ou natação ao tênis. Mas eu não desejo que eles joguem tênis profissionalmente um dia, há muito pressão. Já os meninos têm se mostrado um pouco mais interessados. Enfim, eu vou apoiar meus filhos em qualquer esporte que queiram praticar por saúde ou gosto, mas definitivamente eu não desejo que eles sejam profissionais".