Novak Djokovic

Djokovic consegue superar o suíço e chega ao 16º título de Grand Slam (Foto: Daniel LEAL-OLIVAS / AFP)

Tênis News
14/07/2019
16:13
Londres (Inglaterra)

Pela terceira vez seguida Novak Djokovic foi pedra no sapato de Roger Federer em uma final de Wimbledon e conquistou, neste domingo, seu quinto título no evento mais tradicional do esporte, jogado na grama do All England Club, em Londres.

O sérvio número 1 do mundo derrotou o suíço terceiro colocado por 3 sets a 2, com parciais de 7/6 (7/5) 1/6 7/6(7/4) 4/6 13/12(3) após 4h57min de duração na lotada quadra central.


Djokovic repete os feitos de 2011, 2014, 2015 e 2018 e ergue seu 16º Grand Slam diminuindo a margem para Rafael Nadal que permanece com 18 e para o próprio Federer que fica com 20. Nole tem mais sete conquistas no Australian Open, três no US Open e uma em Roland Garros.

Federer foi derrotado nas finais de 2014 e 2015 para Nole nas decisões e tem sua única vitória no torneio contra ele em 2012. Agora, são 26 triunfos do natural de Belgrado e 22 de Roger. O suíço buscava também seu nono troféu em Londres para ter o recorde absoluto no torneio. Com oito, ele segue igual a Pete Sampras e William Renshaw.

A PARTIDA ÉPICA
Com um início bastante disputado, o único que teve alguma chance no primeiro set foi Federer, que desperdiçou um break-point no quarto game. A definição foi, então, para o tie-break, onde o sérvio levou a melhor por 7-5.

Um set atrás, o suíço cresceu na partida e se aproveitou de uma queda de rendimento do sérvio e chegou a abrir 4/0, fechando posteriormente em 6/1. Na parcial seguinte, a igualdade voltou a reinar e a definição foi novamente para tie-break, mais uma vez tendo o domínio do sérvio, que fechou em 7-4.

Atrás no placar novamente, Federer correu atrás e conseguiu duas quebras seguidas no quarto set, uma no quinto e uma no sétimo game. Djokovic ainda devolveu uma delas quando o suíço sacava para fechar, mas não evitou a vitória de Federer por 6/4.

Federer x Djokovic
Conquista do sérvio veio após 4h55 de partida (Foto: AFP)

O quinto set foi um show de tênis e um verdadeiro teste para o coração. O sérvio foi o primeiro a pular na frente, convertendo a quebra no sexto game e marcando 4/2. Federer buscou a quebra e empatou a partida. A igualdade se manteve até o 15º game, quando Federer voltou a quebrar o sérvio e sacou para o jogo em seguida.

Com dois match-points em mãos, o suíço se afobou e acabou levando duas passadas incríveis do sérvio, que conseguiu evitar o fim da partida e devolveu a quebra de saque. A parcial se manteve bastante equilibrada, com o suíço tendo mais duas chances de quebra no 11/11.

A definição então foi para o tie-break, onde Federer mostrou um tênis um tanto quanto errático e acabou superado com 7-3.