Novak Djokovic

Shanghai Rolex Masters

Tênis News
29/07/2020
16:02
Belgrado

Em entrevista ao site da Federação Internacional de Tênis (ITF), o número 1 do mundo, o sérvio Novak Djokovic, voltou a falar do sonho de conquistar o ouro olímpico em simples, que foi adiado para 2021, onde o buscará em Tóquio.

"É um dos meus sonhos, é claro. Eu não quero parecer ingrato por ter vencido a medalha de bronze (Pequim 2008) porque isso, por si só, já foi um grande êxito. Eu fiz as semifinais em Londres (2012), mas perdi o jogo e também a disputa de terceiro lugar, mas eu sempre encontro uma motivação extra para estar no meu melhor quando estou representando meu país, especialmente nos Jogos Olímpicos, que sabemos que é o mais histórico evento esportivo", disse o sérvio.

A olimpíada da capital japonesa precisou ser adiada em razão da crise da COVID-19 e por isso adiou o sonho de atletas em todo o mundo. Aos 33 anos, Djokovic jogaria sua quarta Olimpíada e com o amargor de ter sido eliminado na estreia dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro em 2016. Seu algoz, o argentino Juan Martin Del Potro ficou com a prata.

"Ter a oportunidade de estar cercado por atletas de elite em seus respectivos esportes e ter a chance de vê-los competir no maios evento esportivo é uma honra. Um privilégio. Espero que consiga tirar alguma força deles e possa estar em boa forma para ter a chance de brigar por uma medalha", completou.