Nadal cumprimenta Becker após treino

Foto: Redes Sociais

Tênis News
11/06/2019
17:16
Paris (FRA) 

Após participar da programação que finaliza as transmissões de Roland Garros e comentar o 12º título de Rafael Nadal do canal europeu EuroSports, o alemão Boris Becker, ex-número 1 do mundo, não preservou a Next Gen de críticas.

– Nenhum jogador em atividade menor de 28 anos, com exceção de [Dominic] Thiem, estiveram na final de um Grand Slam. Isso não é bom. Isso não é nenhum elogio para os caras menores de 28 anos. E não venham me dizer que os demais são muito bons. Deveríamos questionar a qualidade e a atitude de todos os menores de 28 anos. Simplesmente não tem sentido – disse Becker.

Durante o comentário, que também parecia uma bronca para a principal estrela do tênis alemã, Alexander Zverev de 22 anos, Becker ainda pontuou uma das razões para a falta de efetividade dos jovens:

– Muito disso é por Roger, Rafa e Novak, quem mais? De quem posso falar? Com o tempo eles estarão velhos. Não queremos ver um pouco de mudança, ainda que eles estejam em seu melhor momento. Há uma certa mentalidade que [os jovens] não têm. Não é forehand, não é a atitude em quadra. É a mentalidade e a atitude que faz a diferença entre ganhar e perder – apontou.

– As pessoas precisam se acostumar aos novos jogadores. Haverá um momento de "nossa". "Nossa, já estamos falando de Roger e Rafa. Mas o mesmo dizemos de [John] McEnroe e [Jimmy] Connors, [Andre] Agassi e [Pete] Sampras, talvez até de [Stefan] Edberg e [Mats] Wilander. O tênis continuará com as grandes estrelas. Mas haverá o momento da queda e logo o centro das atenções será a geração de jovens. Será hora de aparecer. Quem é você? Você é o suficientemente bom? Pode levar o esporte a outro lugar? Ou tudo isso é um engano? – perguntou, sem responder.