Maurine - Santos

Maurine elogiou as novas medidas administrativas da CBF no futebol feminino (Foto: Pedro Ernesto / Santos FC)

LANCE!
06/09/2020
10:00
Famalicao (POR)

Com experiência de mais de dez anos com a camisa da Seleção Brasileira, a polivalente Maurine falou sobre as recentes mudanças promovidas pela CBF no comando do futebol feminino. Medalhista olímpica, Maurine atuou ao lado da Aline Pellegrino e, agora, vê a sua ex-companheira de campo assumindo a Coordenação de Competições Femininas da entidade. Duda Luizelli, por sua vez, ficará à frente da Coordenação da Seleção Brasileira Feminina.

- Eu vejo como um bom crescimento para o futebol feminino pois tenho a certeza que elas vão acrescentar e muito lá em prol da modalidade. Joguei junto com a Aline no Santos e ela sempre teve esse tipo de perfil, não tínhamos dúvidas de que também teria sucesso fora dos gramados. Fico feliz pelo trabalho que vinha fazendo e agora por essa grande oportunidade - disse Maurine.

Após mais de uma década atuando pelo Santos, Maurine partiu para a sua primeira experiência no futebol europeu, em janeiro deste ano, ao chegar no Famalicão, de Portugal. Por lá, foi um dos destaques na campanha de acesso da equipe. Multicampeã por onde passou, seja na Seleção, Santos, Flamengo e Ferroviária, a atleta de 34 anos ainda sonha em retornar à Seleção da técnica Pia Sundhage.

- Foi maravilhoso a temporada, qualquer atleta sonha estar na seleção e representar o país é um orgulho que todos nós gostamos de ter. Claro que eu gostaria de voltar para acrescentar ao grupo e passar toda a experiência que tenho, ainda mais depois que cheguei aqui e pude conhecer o estilo do futebol português. Estou vendo que a modalidade está realmente crescendo e está em boas mãos - projetou.

Maurine é tricampeã de três das maiores competições do futebol sul-americano: Copa Libertadores (2009, 2010 e 2015), Campeonato Brasileiro (2014, 2016 e 2017) e Copa do Brasil (2008, 2009 e 2014). Pela Seleção, conquistou a medalha de prata nos Jogos Olímpicos de Pequim, em 2008, e foi campeã da Copa América, em 2014, e dos Jogos Pan-Americanos, em 2015.